Fechar
GP1

Mundo

Oposição a ditadura de Maduro consegue registrar candidato provisório

Segundo comunicado do PUD, o candidato será Edmundo González, foi o escolhido pela sigla.

A oposição do ditador Nicolás Maduro conseguiu registrar na terça-feira (26), um candidato para disputar as eleições presidenciais contra Maduro. A principal coalização de oposição, Plataforma Unitária Democrática (PUD), afirmou que precisou fazer um registro provisório, após Corina Yoris ser impedida de se registrar a tempo para as eleições.

Segundo comunicado da sigla, o candidato será Edmundo González, provisoriamente, dirigente do partido Mesa da Unidade Democrática, que faz parte da coalização. González foi escolhido para que a oposição continue firme na corrida eleitoral contra o ditador Nicolás Maduro.

González pode ser substituído a partir do dia 1º de abril, caso o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela, aprove a candidatura substituta. Anteriormente, a candidata escolhida, Corina Yoris, foi impedida de se registrar como candidata da oposição. Segundo Yoris, ela estava sem acesso ao sistema do CNE e não conseguiu se registrar.


Por isto, como uma forma de continuar lutando pelo direito democrático, a coalização da oposição decidiu registrar González. O registro vem após grande pressão mundial que pedia esclarecimentos em torno da impossibilidade de Yoris se registrar.

"Em vista da clara impossibilidade de registrar até o momento a candidatura escolhida pelos fatores democráticos, com o objetivo de continuar lutando por isso e garantir o registro dessa candidatura e manter-nos dentro do processo eleitoral, decidimos registrar provisoriamente o Presidente da Diretoria do partido Mesa da Unidade Democrática, o cidadão Edmundo González Urrutia”, comunicou o PUD.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.