Fechar
GP1

Mundo

Irã ameaça rever “doutrina nuclear” em caso de novo ataque de Israel

A Organização das Nações Unidas acredita que o país trabalhou em construção de armas nucleares até 2003.

O comandante do Irã, Ahamad Haghtalab, afirmou que o país pode rever a sua “doutrina nuclear”, após Israel ameaçar exercer seu direito de se defender dos ataques iranianos. As informações foram divulgadas nessa quinta-feira (18) pela agência de notícias Tasnim.

“Doutrina nuclear” é um termo usado pelos iranianos para indicar uma ordem religiosa dada em 2003. Na época, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, foi contra o desenvolvimento de armas nucleares, que tem o poder de destruição em massa.

Além disso, Ahamad Haghtalab, disse que o Irã vai atacar locais nucleares que pertencem a Israel, caso o país atinja instalações nucleares iranianas.


“Se o fraudulento regime sionista quiser a ameaça de atacar as instalações nucleares do nosso país como uma ferramenta para colocar o Irã sob pressão, a revisão da doutrina e das políticas nucleares da República Islâmica, bem como o afastamento dos compromissos anteriormente anunciados, será concebível e provável”, disse Haghtalab.

A Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que mesmo com a ordem de 2003, o Irã trabalhou em construção de armas nucleares até aquele ano.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.