Ciência e Tecnologia

Álcool danifica DNA, provoca tumores e câncer, diz pesquisa

A Universidade fez testes com cobaias e descobriu que a ingestão de álcool danifica o DNA das células-tronco, elevando o risco de câncer.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Essa é talvez a pior notícia das férias: uma pesquisa da Universidade de Cambrigde, na Inglaterra, comprovou que existe uma relação entre o consumo de álcool e o surgimento de tumores cancerígenos. A universidade fez testes com cobaias e descobriu que a ingestão de álcool danifica o DNA das células-tronco, elevando o risco de câncer.

Outras pesquisas já sugeriam o risco do álcool no organismo e observaram uma relação entre a bebida e o surgimento de câncer em mais de dez lugares do corpo, como intestino e mama, uns dos mais comuns no Brasil.

  • Foto: Justin Tallis/AFPHomem invade casa com duas dúzias de cervejaCervejas

Essa nova pesquisa constatou que quando ingerido altas doses de álcool, as cobaias (ratos), sofrem uma interferência irreversível no DNA de células-tronco. Danificadas, essas células se alastram para todo o corpo, o que facilita o surgimento de tumores.

Prova

Os cientistas levaram em consideração como o corpo se defende do álcool. Existe uma enzima no corpo humano capaz de quebrar o malefício do álcool, o aldeído desidroginase, mas milhões de pessoas ao redor do mundo não tem essa enzima “anti-ressaca”.

“É importante lembrar que a liberação do álcool e os reparos no DNA não são perfeitos e que o álcool ainda pode causar câncer de vários outros jeitos, mesmo em pessoas com esses mecanismos de defesa em ordem”, afirmou Ketan Patel, líder da pesquisa.

MAIS NA WEB