Piauí

Alepi derruba veto a trecho da lei que dá descontos em mensalidades

O deputado Gessivaldo Isaías destacou que da forma como foi sancionada, a lei permitiria que os descontos fossem dados somente a partir do mês de setembro, o que não iria trazer benefícios aos pais.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O plenário da Assembleia Legislativa do Piauí derrubou na manhã desta quarta-feira (12) o veto do governador Wellington Dias ao trecho da lei nº 7.838 de 13 de julho de 2020, que tinha como objetivo assegurar que descontos das mensalidades de escolas e faculdades fossem retroativos ao mês de maio, como foi apresentado no projeto de lei de autoria dos deputados Gessivaldo Isaías e Henrique Pires.

O deputado Gessivaldo Isaías destacou que da forma como foi sancionada, a lei permitiria que os descontos fossem dados somente a partir do mês de setembro, o que não iria trazer benefícios aos pais e alunos. “Eu agradeço aos deputados estaduais que compreenderam a importância da eficácia dessa lei começar a valer a partir do mês de maio e o veto era justamente para começar a partir de setembro”, pontuou.

Desse modo, os pais poderão negociar os descontos nas mensalidades junto às instituições fazendo valer desde o mês de maio conforme o art. Art. 1º da lei. “Ficam as instituições obrigadas a oferecer descontos em suas mensalidades, bem como ficam as referidas instituições obrigadas a suspenderem a cobrança de juros e multas pela inadimplência das mensalidades enquanto vigorar o Decreto Estadual que suspendeu as aulas da rede privada de ensino em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, em percentuais abaixo descritos:

I - 15% (quinze por cento) em entidades com até 200 alunos matriculados;

II - 20% (vinte por cento) em entidades com 201 a 500 alunos matriculados;

III - 25% (vinte e cinco por cento) em entidades com 501 a 1000 alunos matriculados;

IV- 30% (trinta por cento) em unidades com mais de 1000 alunos matriculados.

As medidas previstas nesta lei devem persistir até posterior autorização do Poder Executivo Estadual para o reinício das aulas presenciais nas instituições de ensino da rede privada do Estado do Piauí.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Covid-19: Wellington Dias sanciona lei que dá descontos em mensalidades

Pais cobram sanção de lei que reduz mensalidades em escolas no Piauí

Evaldo Gomes diz que desconto em mensalidades vai ajudar pais de alunos