Teresina - PI

Bancada federal e construtores civis debatem geração de empregos no Piauí

O intuito do encontro é promover um diálogo entre o setor empresarial, construtores, deputados federais e senadores a respeito da geração de empregos em 2020.

Jonas Carvalho
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Construtores civis se reúnem com a bancada federal do Piauí

O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) promoveu na manhã desta sexta-feira (14) um café da manhã com a Bancada Federal do Piauí, em Teresina. O intuito do encontro é promover um diálogo entre o setor empresarial, construtores, deputados federais e senadores a respeito da geração de empregos em 2020.

De acordo com o presidente do sindicato, Francisco Reinaldo, no último ano foram gerados 2,7 mil empregos no estado, representando 52% do Produto Interno Bruto Industrial do Piauí, através de recursos oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

“A construção depende muito da economia como um todo. À medida que a economia vai melhorando como um todo, a construção tende a acompanhar esse ritmo. Então, já tivemos um final de 2019 bem melhor, com novas perspectivas, o início de 2020 bastante positivo”, disse o presidente.

O governador Wellington Dias (PT) esteve presente na reunião e se colocou à disposição da categoria para buscar mais investimentos para o Piauí. "O dinheiro para essa área de habitação e outras áreas estão sendo direcionados desproporcionalmente para o Centro-Oeste, para o Sudeste, para a região Sul. Queremos trazer de volta para que o Norte e o Nordeste, que são as regiões que mais precisam de desenvolvimento", disse.

O senador da República, Ciro Nogueira (Progressistas), defendeu a retomada do crescimento econômico através da geração de empregos por meio da construção civil. “É um setor fundamental para a economia piauiense, porque se existe um setor que não funcionou nesse atual governo foi esse da habitação. Temos que agora aproveitar a chegada do ministro Rogério Marinho, o homem que entende, é ligado ao setor e tenho certeza que vai priorizar”, enfatizou Ciro Nogueira.

Para o deputado federal Flávio Nogueira (PDT), o setor econômico do país apresentou alta no crescimento, embora tenha sido abaixo das expectativas. O parlamentar reiterou a necessidade de acelerar o ritmo das reformas para sanar o índice elevado do desemprego.

“Houve melhoras, isso não resta dúvidas. Só em você ter estancado um crescimento do desemprego, você já pode dizer que já houve um crescimento. Porque a todo momento entra mais gente no mercado de trabalho. Então, se não tivesse uma política arrojada nesse sentido, esses 11 milhões não seriam mais 11 milhões de desempregados, seriam 15”, ressaltou o deputado.