Entretenimento

Bruno Gagliasso registra queixa após ato de racismo contra filha

O ator foi à delegacia e disse que a brasileira não ficará impune.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Na manhã desta segunda-feira (27), o ator Bruno Gagliasso afirmou que as ofensas racistas à sua filha Titi não ficarão impune. O ator fez o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) contra a brasileira Day Mcarthy, que no último domingo publicou um vídeo com comentários ofensivos sobre a menina de 4 anos.

“Não vai ficar impune. A delegada foi bem clara pra mim: ‘Bruno, ela cometeu um crime. Ela pode estar em qualquer lugar do mundo, ela vai ter que responder por isso”, disse.

  • Foto: Instagram/Bruno GagliassoBruno Gagliasso, Giovana e Titi Bruno Gagliasso, Giovanna e Titi

Gagliasso pediu que todas as pessoas que tenham se ofendido com os comentários de Day Mcarthy prestem queixa na delegacia. "Isso acontece todo dia. Cabe a gente, todo mundo que se sentiu ofendido, que quer fazer a diferença no mundo, de fato, fazer, falar. É muito importante que todo mundo que se sentiu ofendido venha e preste queixa", disse Bruno.

Histórico de Day Mcarthy

A brasileira que mora no Canadá já ofendeu celebridades e filhos deles outras vezes. Ofender alguém por causa da cor de pele é injúria racial e quem comete está sujeito a prisão de um a três anos.

Mais conteúdo sobre: