Picos - PI

Câmara de Picos retoma atividades presenciais a partir desta quinta-feira

Atividades estavam suspensas desde o dia 17 de março por conta das medidas de emergência em saúde pública.

José Maria Barros
Picos
- atualizado

Após quatro meses a Câmara Municipal de Picos retoma as atividades presenciais nesta quinta-feira, 16 de julho. Decreto com essa regulamentação foi assinado hoje pela mesa diretora da casa, presidida por Hugo Victor (MDB) e composta pelos vereadores Afonso Guimarães, o Afonsinho (MDB), vice-presidente e Wellington Dantas (PT), 1º secretário.

O decreto publicado nesta quarta-feira, 15, dispõe sobre medidas de retomada gradual das atividades da Câmara Municipal de Picos, durante a flexibilização da quarentena decorrente do enfrentamento a pandemia do novo coronavírus.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Câmara de Picos retoma sessões presenciais nesta quintaCâmara de Picos retoma sessões presenciais nesta quinta

Para tomar a decisão, a mesa diretora da Câmara Municipal de Picos levou em consideração alguns fatores, dentre os quais o Pacto de retomada organizada das atividades Covid-19 (Pro-Piauí), que define estratégias para o retorno gradual, regional e segmentado da economia.

Exigências

A retomada gradual das atividades da Câmara Municipal de Picos começa nesta quinta-feira, 16 de julho, mas, com algumas regras. Dentre elas o atendimento ao público ocorrerá das 9 horas ao meio dia, desde que respeitadas às medidas sanitárias recomendadas pelos profissionais da saúde.

Os gabinetes parlamentares deverão retomar o atendimento com apenas um funcionário. Haverá disponibilização de álcool gel na entrada do prédio. As sessões legislativas voltarão a ser realizadas de forma presencial, ficando vedado o acesso ao público.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Acesso as dependências da Câmara será controladoAcesso as dependências da Câmara será controlado

Segundo o presidente da Câmara Hugo Victor, durante as sessões somente será permitida a presença em plenário dos vereadores e dois funcionários. A imprensa poderá registrar os debates, mas de forma organizada e limitado o número de profissionais. Todos deverão usar máscaras.