João Pessoa - PB

Corpo de Gabriel Diniz é enterrado em cemitério de João Pessoa

Gabriel Diniz, que ficou mais conhecido nacionalmente pelo hit "Jenifer", morreu nesta segunda, em um acidente aéreo com mais duas pessoas.

Nayrana Meireles
Teresina

O corpo do cantor Gabriel Diniz foi enterrado no fim da tarde desta terça-feira (28), no Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo, em João Pessoa. Gabriel Diniz, que ficou mais conhecido nacionalmente pelo hit "Jenifer", morreu nesta segunda, em um acidente aéreo com mais duas pessoas.

O sepultamento do corpo do cantor foi aberto apenas para familiares e amigos. Mesmo assim, milhares de fãs foram ao local e se reuniram na entrada no cemitério. Foi montata uma estrutura para evitar que alguém não autorizado entrasse.

  • Foto: Facebook/Gabriel DinizGabriel DinizGabriel Diniz

Foi realizado um cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros, que levou o corpo de Gabriel Diniz do ginário até o cemitério. Mais cedo foi realizada uma missa em homenagem ao cantor. Familiares, amigos e admiradores de Gabriel participaram da cerimônia. O louvor foi ministrado pelo cantor Felipe Alcântara, ex-vocalista da banda Os Gonzagas.

O acidente

Um avião bimotor em que estavam Gabriel e outras duas pessoas caiu, em uma região de mangue no Sul do estado de Sergipe. Perto do local do acidente foi encontrado o passaporte do artista. A morte do cantor foi confirmada ainda na tarde de ontem.

Na noite de domingo (26), ele havia feito um show em Feira de Santana (BA).

Perfil do cantor

Gabriel Diniz tinha 28 anos e nasceu em Campo Grande (MS). Ele foi criado em João Pessoa (PB), onde morava e teve uma banda com amigos da escola. GD, como era conhecido, era um astro do forró, mas transitava bem no sertanejo.

O estouro veio no segundo semestre do ano passado, com "Jenifer", o grande hit do último verão. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topo das paradas de todo o Brasil.

Os maiores sucessos anteriores dele eram "Paraquedas", com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações no YouTube) e "Acabou, acabou", com Wesley Safadão (62 milhões). Ele tinha empresários em comum com Safadão.

Mais conteúdo sobre: