Política

Deputado Robert Rios diz que médicos cubanos foram "desmascarados"

Em meio à polêmica sobre a saída de Cuba do Programa Mais Médicos, Robert usou o Facebook para chamar os profissionais de "curandeiros".

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O deputado estadual Robert Rios Magalhães (DEM) utilizou as redes sociais para comentar a saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos. Em seu perfil no Facebook, o parlamentar chamou os profissionais de “curandeiros” e disse que foram “desmascarados”.

“Bastou Bolsonaro dizer que vai exigir comprovação do curso de medicina, para Cuba retirar seus curandeiros. Foram desmascarados”, escreveu Robert Rios.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Entrevista Robert Rios Entrevista Robert Rios

Mais Médicos

O programa Mais Médicos conta com 16 mil profissionais de diversas nacionalidades, sendo mais da metade de médicos cubanos. Cuba envia médicos para o Brasil desde a implantação do programa, em 2013.

No início da semana o Ministério da Saúde Pública de Cuba informou que sairia do programa por conta de “declarações ameaçadoras e depreciativas” do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que rebateu dizendo que o governo cubano não concordava com testes de capacidade. Segundo a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) a saída dos cubanos afetará 28 milhões de pessoas.