Teresina - PI

Dudu denuncia tentativa de golpe na briga pela presidência do PT

"Se consolidada [a anulação] é um golpe. Se tentarem colocar sub judice para impugnar essas filiações, vai ser o maior conflito que já vimos na eleição do PT", disse o vereador.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O vereador de Teresina Dudu Borges denunciou, na manhã desta quinta-feira (18), durante entrevista à imprensa na Câmara Municipal da Capital, que está sendo vítima de uma espécie de golpe dentro do PT. Ele explicou que os grupos ligados ao deputado federal Assis Carvalho e ao presidente do Diretório teresinense, Gilberto Paixão, estão tentando anular mais de 2 mil filiações de pessoas ligadas a ele, ao vereador Deolindo Moura e ao deputado estadual Cícero Magalhães.

Dudu que concorre à presidente do Diretório do PT, hoje comandado por Assis, antecipou que não vai ser no tapetão que vão conseguir tirá-lo da disputa.

  • Foto: Helio Alef/GP1Vereador DuduVereador Dudu

“Estão tentando anular as 2.500 filiações onde nosso grupo político junto com o do Magalhães e com o do vereador Deolindo, tem quase a totalidade dos apoios desses 2.500 filiados. Se consolidada [a anulação] é um golpe. Se tentarem colocar sub judice para impugnar essas filiações, vai ser o maior conflito que já vimos na eleição do PT no Brasil. Sou candidato e continuarei candidato e não vai ser no tapetão que vão conseguir”, disparou Dudu.

Evento

O vereador reafirmou que em agosto vai promover um evento na Câmara Municipal para reafirmar seu nome na ‘briga’ pela presidência do PT estadual.

“Vou fazer meu lançamento na Câmara com várias expressões nacionais do partido e não vamos aceitar arrogância, nem passar por cima de instância partidária e muito pior, proibir qualquer tipo de corrente nesse partido. O filiado tem a liberdade de votar em quem quiser”, disse ele.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Dudu e Deolindo confirmam apoio a Magalhães à presidência do PT

Assis deseja sorte a Dudu após oficialização de candidatura

“Consenso é balela”, diz Dudu sobre eleição do diretório do PT