Teresina - PI

Dudu diz que reaproximação de Firmino com Themístocles é impossível

“O MDB foi chutado da prefeitura, (...) então, se a missão do senador for de reaproximar [MDB e PSDB] tem o filme que rodou muito que é o Missão Impossível”, afirmou o parlamentar.

Wanessa Gommes
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O vereador Dudu (PT) conversou com o GP1, nesta terça-feira (18), sobre a reunião que aconteceu, na manhã dessa segunda-feira (17), entre o senador Ciro Nogueira e os deputados Themístocles Filho, Júlio Arcoverde e João Mádison.

Ciro tenta reaproximar o deputado Themístocles do prefeito de Teresina, Firmino Filho, que tiveram problemas durante as eleições para a presidência da Câmara dos Vereadores, quando Jeová Alencar (PSDB), fez uma manobra e se reelegeu presidente enquanto Firmino Filho viajava.

  • Foto: Helio Alef/GP1Vereador DuduVereador Dudu

Para o vereador petista essa missão do senador é considerada impossível, pois, segundo ele, o MDB foi execrado pelo prefeito. “O MDB foi chutado da prefeitura, foi execrado publicamente e quem execrou o MDB foi o próprio Firmino, então, se a missão do senador for de reaproximar [MDB e PSDB] tem o filme que rodou muito que é o Missão Impossível”, afirmou o parlamentar.

“O fato é que isso [tentativa de reaproximação com o MDB] mostra que o Firmino não tem nome para 2020, que não goza da mesma credibilidade que ele teve em 2016 com o povo de Teresina”, declarou.

Gestão

Dudu aproveitou para criticar a gestão do prefeito Firmino Filho. O petista disse que a administração do tucano é questionável. “Isso também demonstra que o prefeito além de não tá bem com o povo de Teresina, tem uma gestão questionável em vários aspectos. É uma prefeitura que não dá resposta na saúde, já mudou gestores, descentralizou a saúde, unificou e não consegue dar resposta ao povo de Teresina, o transporte eficiente está o caos”, disparou.

“Firmino vive hoje o inferno astral em relação a sua credibilidade com o povo de Teresina e está tentando ter interlocutores para fazer esse meio de campo, com inclusive adversários”, disse.

Relação estremecida

Nas eleições de 2016 o deputado Themístocles Filho apoiou o então candidato à Prefeitura de Teresina Firmino Filho, indicando seu vice, Luiz Júnior (MDB). O desconforto iniciou quando Luiz Júnior passou a ser mais aliado de Firmino do que do deputado.

A relação dos dois estremeceu mais ainda durante as eleições para a presidência da Câmara dos Vereadores, quando Jeová Alencar (PSDB), fez uma manobra e se reelegeu presidente enquanto Firmino Filho viajava. Apesar de ser do mesmo partido de Firmino, Jeová tem grande afinidade com Themístocles.

Na época o prefeito acusou Themístocles de tentar fazer na Câmara um “puxadinho” da Assembleia. O presidente do legislativo respondeu chamando o prefeito de “desequilibrado”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Themístocles diz que pontapé foi dado para reaproximação com Ciro

Ciro quer reaproximar Themístocles e Firmino para eleições de 2020

Themístocles Filho chama Firmino Filho de ditador e traidor