Picos - PI

Edwaldo Viana é exonerado do cargo de comandante da PM de Picos

O tenente-coronel divulgou um áudio confirmando a informação e desabafando a respeito da sua exoneração.

Jeyson Moraes
Teresina
Willyam Ricardo
Teresina
- atualizado

Na manhã desta terça-feira (7), o tenente-coronel Edwaldo Viana afirmou que foi exonerado do cargo de comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar do Piauí, que é responsável por toda a região de Picos, no sudeste do Piauí.

O coronel confirmou a informação ao GP1 e disse que recebeu a notícia por meio do comandante da Polícia Militar no Piauí, coronel Lindomar Castilho. Ele desabafou e contou que a decisão foi tomada por pessoas políticas que desejam a sua “cabeça”, principalmente, após algumas declarações que têm feito na cidade de Picos.

Edwaldo Viana comentou que pessoas foram até o governador Wellington Dias (PT) com o objetivo de retirá-lo do comando do 4º Batalhão de Picos. O coronel preferiu não citar nomes. “Foram até o governador fazer a minha cabeça, essa é a expressão, fazer a cabeça. Porque eu me manifestei dizendo que admirava muito quando bandido, em confronto com a polícia, tem que descer as cordas e isso causou muita polêmica”, contou.

  • Foto: Thais Guimarães/GP1Tenente-coronel Edwaldo VianaTenente-coronel Edwaldo Viana

O agora ex-comandante da PM em Picos destacou que deixa o comando de cabeça erguida e com o menor índice de criminalidade registrado na cidade. “Eu saio de cabeça erguida, estou deixando Picos não do jeito que eu gostaria de deixar, porque não existe uma cidade de Picos como eu gostaria, que seria zero de assaltos. Mas eu estou deixando Picos com o menor índice de criminalidade, eu não, nós, eu digo eu porque quem sai sou eu, mas fica aí a tropa, fica uma tropa maravilhosa", afirmou.

Mais conteúdo sobre: