Teresina - PI

Estudantes denunciam demissões em massa de professores da Estácio

Por conta da demissão em massa, os alunos da faculdade vão realizar uma manifestação na manhã desta quinta-feira (12), em frente à sede da instituição.

Victória Xavier
Teresina
- atualizado

Estudantes da Faculdade Estácio/Ceut, localizada na zona leste de Teresina, entraram em contato com o GP1 para denunciar que vários professores renomados da faculdade foram demitidos da instituição.

Por conta da demissão em massa, os alunos a faculdade vão realizar uma manifestação na manhã desta quinta-feira (12), às 8h30, em frente à sede da instituição.

“Eles demitiram os melhores professores, os mais antigos e tudo isso aconteceu do nada, ninguém chegou até os alunos para esclarecer nada. Por esse motivo, resolvemos fazer uma manifestação amanhã (12), em frente a faculdade, pois queremos ser ouvidos”, contou um aluno da instituição que preferiu não se identificar.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Estácio CeutEstácio Ceut

Em um grupo de WhatsApp, uma das professoras demitidas do curso de Jornalismo e Publicidade e Propaganda deixou a seguinte mensagem para seus ex-alunos: “Meus bens. Hoje me despeço com um abraço fraterno. Não faço mais parte do grupo de docentes da Estácio Teresina. Agradeço a cada um e cada uma pela companhia esses anos de aprendizado mútuo. Nos vemos por aí. Contem sempre comigo. Um grande beijo”, escreveu a professora.

Outro lado

A Estácio informou por meio de nota que os desligamentos realizados fazem parte de um processo natural para qualquer instituição de ensino que periodicamente avalia a sua base de docentes, adequando-a às necessidades do mercado, demandas de cursos e às particularidades das praças em que atua.

Confira a nota na íntegra:

AEstácio informa que os desligamentos realizados fazem parte de um processo natural para qualquer instituição de ensino que periodicamente avalia a sua base de docentes, adequando-a às necessidades do mercado, demandas de cursos e às particularidades das praças em que atua. A norma coletiva da categoria prevê que eventuais movimentações de professores só ocorram em janela muito restrita, o que faz com que o volume de desligamentos fique concentrado em curto espaço de tempo.

Além de atuar em total conformidade com as normas do órgão regulador e com a legislação em vigor, a Estácio reafirma seu compromisso em manter a qualidade de ensino que conquistou com muito trabalho ao longo dos últimos anos.

Mais conteúdo sobre: