Teresina - PI

Ex-PRF Celso da Cunha Alcântara é condenado a 6 meses de prisão

O magistrado, responsável pela dosimetria da pena, sentenciou o policial rodoviário a 6 meses de prisão, concedendo a ele o direito de recorrer em liberdade.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O juiz Robledo Moraes Peres de Almeida, auxiliar da 1º Vara do Tribunal Popular do Júri, condenou o ex-policial rodoviário federal, Celso da Cunha Alcântara, a 6 meses de prisão por lesão corporal culposa. O julgamento aconteceu, nessa segunda-feira (20).

Celso foi submetido ao julgamento perante o 1º Tribunal do Júri, tendo o Conselho de Sentença, por maioria de votos, acolheu a tese da defesa de que o réu agiu em excesso culposo. Ou seja, os jurados entenderam que o réu atuou em legítima defesa, sem a intenção de matar.

O magistrado, responsável pela dosimetria da pena, sentenciou o policial rodoviário a seis meses, concedendo a ele o direito de recorrer em liberdade.

Em sua decisão, o magistrado levou em consideração fatores como a boa conduta social do social, apontada pelas testemunhas; a não existência de agravantes; e o fato de o acusado ter respondido ao processo em liberdade, não estando presentes os requisitos para a decretação de prisão preventiva.

O juiz disse ainda entender que o condenado não deve perder o cargo público de Policial Rodoviário Federal (PRF), "pois se extrai da decisão do Conselho de Sentença que não houve o uso indevido da arma de fogo".

Júri anulado

O primeiro Júri Popular, no qual Celso foi condenado a 8 anos de prisão, foi anulado pela 2ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí em agosto de 2018.

O ex-PRF alegou que a decisão foi contrária à prova dos autos, aduzindo que os elementos probatórios demonstram a ausência de dolo do réu que teria agido em legítima defesa e que houve erro na dosimetria da pena.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ex-PRF é baleado após sair de casa de shows na zona leste de Teresina

TJ-PI anula Júri Popular que condenou ex-PRF a 8 anos de prisão

Procurador Kelston Lages denuncia ex-PRF à Justiça Federal

Policial Rodoviário Federal é pronunciado por tentativa de homicídio no Piauí