Teresina - PI

Fábio Sérvio ameaça deixar o PSL se Evaldo assumir o partido

"Eu não tenho nada contra o Evaldo, mas, ele tem uma posição de esquerda (...) Se Evaldo vier a assumir o PSL eu não fico no partido. Não é isso que a gente prega”, afirmou Sérvio.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O GP1 conversou nesta quinta-feira (07) com empresário Fábio Sérvio sobre o impasse envolvendo a presidência do PSL no Piauí. Na direção da sigla desde o início, Sérvio afirmou que não foi comunicado sobre a possibilidade do partido passar ao comando do deputado estadual Evaldo Gomes (PTC-PI).

Sérvio antecipou que deixa o partido se realmente se configurar o entendimento com Evaldo, uma vez que, de acordo com o empresário, o deputado tem posições ideológicas que divergem das bandeiras defendidas pelo PSL.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Empresário Fábio SérvioEmpresário Fábio Sérvio

“Não fui comunicado, mas, eu sabia de uma movimentação de Evaldo Gomes [em Brasília]. Eu não tenho nada contra o Evaldo, mas, ele tem uma posição de esquerda. Ele foi do PDT, na Assembleia tem bandeiras de esquerda o que diverge daquilo que o PSL defende. Portanto, se o Evaldo vier a assumir o PSL eu não fico no partido. Não é isso que a gente prega”, afirmou Sérvio.

Fábio já havia externado contrariedade com o assunto por meio de uma postagem feita nesta quarta-feira (06), no Instagram.

Evaldo Gomes

O GP1 conversou com Evaldo Gomes ainda hoje (07) sobre o assunto. Ele nos antecipou que vai sentar com seu grupo político para deliberar sobre o convite que, de acordo com ele, partiu do presidente nacional do PSL, Luciano Bivar.

“Só darei uma resposta a ele [Bivar] na próxima segunda. Nesse final de semana vou sentar com meu grupo e conversar bastante sobre esse convite. Estamos conversando”, disse Gomes.

NOTÍCIA RELACIONADA

Luciano Bivar quer Evaldo Gomes na direção do PSL no Piauí

Mais conteúdo sobre: