Teresina - PI

Firmino Filho pede 'tranquilidade' sobre permanência do PSL na base

"A gente tem que ter muita tranquilidade em relação a essas conversas e a gente tem que buscar esse diálogo no momento oportuno”, disse o prefeito Firmino Filho.

Jonas Carvalho
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

Na manhã desta quarta-feira (12), o prefeito Firmino Filho (PSDB), durante visita à zona leste da Capital, falou sobre a relação do PSDB com o Partido Social Liberal (PSL) para a próxima corrida à Prefeitura de Teresina. Embora confirme a permanência do PSL na base aliada até o fim de 2019, o tucano não descartou seguir caminhos diferentes em 2020.

Firmino manteve cautela e revelou que as tratativas com a base de apoio só devem ocorrer no ‘momento oportuno’. “Só vamos falar dessas questões de eleição municipal no próximo ano. Então, a gente tem que ter muita tranquilidade em relação a essas conversas e a gente tem que buscar esse diálogo no momento oportuno”, disse.

  • Foto: Helio Alef/GP1Firmino FilhoFirmino Filho

A orientação do partido a nível nacional é que os diretórios das capitais brasileiras lancem candidatos próprios. No entanto, o prefeito relembrou que a aliança com a sigla no último pleito levou à Câmara Municipal dois parlamentares do PSL. Para o tucano, dividir o mesmo palanque em 2020 são conversas para outra ocasião.

“Temos uma relação muito importante com o PSL, estávamos coligados na eleição passada. Através da última eleição, eles conseguiram eleger dois vereadores e não tenho a menor dúvida de que eles vão continuar na nossa base, na nossa administração. Agora sobre a participação no palanque no ano que vem, vamos deixar para o momento oportuno”, concluiu.

Mais conteúdo sobre: