Política

Flávio Júnior diz que candidatura de Nerinho não vai causar mal-estar

“Nenhum [mal estar]. O Nerinho é amigo de todos da Casa, amigo do governador e faz parte também da base do governo”, declarou.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O deputado estadual Flávio Nogueira Júnior (PDT) não acredita que a candidatura avulsa de Nerinho (PTB) para a Presidência da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) vá causar algum mal-estar na base aliada do Governo Wellington Dias (PT). Nerinho apoiava Hélio Isaías (Progressistas), que desistiu da candidatura após entrar em consenso com Themístocles Filho (MDB).

Para o deputado Flávio Nogueira Júnior a atitude de Nerinho não causará desconforto dentro da base aliada. “Nenhum [mal-estar]. O Nerinho é amigo de todos da Casa, amigo do governador e faz parte também da base do governo”, declarou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Flávio Nogueira Júnior Flávio Nogueira Júnior

O parlamentar também defendeu o direito de Nerinho registrar uma candidatura avulsa. “Ele sempre manifestou, principalmente na mídia, que se o candidato que ele estava apoiando, o deputado Hélio Isaías, não fosse candidato, ele registraria seu nome em uma chapa avulsa. Ele tem todo o direito, faz parte do regimento”, defendeu.

Consenso

Em entrevista ao GP1 o pedetista contou que o clima na Alepi estava “meio ruim” para os deputados, que tinham que escolher entre dois amigos para a eleição da próxima sexta-feira (1º). Flávio Júnior (PDT) entende que “um consenso sempre é bem-vindo”.

“Os dois candidatos postulados à vaga de presidente da Casa são da base do Governo e para nós deputados estava até um ambiente meio ruim, por ser amigo de todos os dois, por fazermos partes do mesmo Governo e um consenso sempre é bem-vindo”, disse.

“Nem consenso, nem bom senso”

Enquanto o governador Wellington Dias (PT) buscava um consenso entre os aliados candidatos à presidência da Alepi, deputados Themístocles Filho e Hélio Isaías, Nerinho declarou à imprensa que não haveria “consenso” nem “bom senso”. O parlamentar fora o único deputado a declarar apoio ao Progressistas, podendo ser acompanhado pela colega de partido, Janaínna Marques.

Poucos dias antes do registro da chapa, o deputado Themístocles filho recebeu o apoio da bancada da oposição, o que o garantiu maioria na Casa. A candidatura de Hélio ficou comprometida e após conversações e pedido do governador Wellington Dias, houve um consenso e o Progressistas retirou sua candidatura.

O PTB de Nerinho ficou sem nenhuma vaga na chapa de Themístocles e então registrou candidatura avulsa à presidência da Alepi.