Teresina - PI

Gil Carlos desmente Assis Carvalho e nega diálogo com deputado

"Provavelmente, ele deve ter imaginado que a gente tenha conversado a respeito, mas de fato, não houve diálogo sobre eleições”, afirmou o prefeito.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O presidente da APPM, o prefeito de São João do Piauí Gil Carlos (PT), desmentiu o deputado federal Assis Carvalho que preside o diretório regional do PT no Piauí. Ao GP1, nessa quarta-feira (27), Gil negou diálogo com o parlamentar acerca de uma eventual disputa para o Senado Federal, em 2018, na chapa do governador Wellington Dias (PT), como afirmou Carvalho à nossa reportagem.

O prefeito acrescentou que essa afirmação do deputado acabou trazendo à tona o debate sobre as próximas eleições e “brincou” ao sugerir que essa suposta conversa deve ter ocorrido apenas na imaginação de Assis Carvalho.

“Não tratamos com Assis Carvalho a respeito de candidaturas, e nem uma situação sobre sucessão eleitoral de 2018, mas respeitamos o Assis Carvalho como presidente do PT e como deputado federal, também. Acredito que com essa manifestação, ele abre o debate a respeito do tema. Acredito que o portal tenha sido fidedigno nas informações colhidas, mas não sei a razão. Provavelmente, ele deve ter imaginado que a gente tenha conversado a respeito, mas de fato, não houve diálogo sobre eleições”, afirmou o prefeito.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Gil CarlosGil Carlos

Gil Carlos também rebateu a fala de Assis de que esse assunto pode ter surgido em uma conversa de mesa de bar. “Existem muitas reuniões realizadas em ambientes sociais, mas não tratamos de uma coisa tão séria em mesa de bar. É bom lembrar que essa possibilidade de uma candidatura surgiu entre lideranças municipais, prefeitos. Isso surgiu desse movimento, não foi algo tratado realmente internamente pelo Partido dos Trabalhadores, mas acho que é positivo”, disse.

O presidente da APPM acredita que o debate valoriza a pré-candidatura a reeleição da senadora Regina Sousa, que também é petista. “Valoriza a candidatura da Regina Sousa, que é uma excelente parlamentar, que vem desenvolvendo um bom trabalho do Senado, sobretudo, na Comissão de Direitos Humanos que ela preside. Eu faço referências e parabenizo a atuação da Regina e acho que ela está credenciada a renovar o mandato dela que tem feito com desenvoltura. Contudo, a posição do deputado Assis, traz à tona o debate desse tema. Isso é bom porque temos a possibilidade de debater o papel dos senadores que vão representar o Piauí em 2018”, ponderou o gestor.

Gil Carlos foi enfático ao afirmar que vai seguir dialogando acerca de uma eventual candidatura ao Senado Federal. “Nós estamos na política e não podemos fugir do debate, sobretudo, se for focado em benefícios para o nosso Estado”, avisou.