Oeiras - PI

Homem é preso pela PM acusado de aplicar golpe da CNH em Oeiras

De acordo com o major Felipe, comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, a prisão do alvo se deu após denúncia de uma de suas vítimas.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Um homem de iniciais J. A. P, de 48 anos, foi preso na tarde dessa segunda-feira (14) suspeito de crime de estelionato em Oeiras. Ele foi flagrado tentando negociar a renovação de uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sem que houvesse permissão para isso.

De acordo com o major Felipe, comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, a prisão do alvo se deu após denúncia de uma de suas vítimas.

“Como indicado pela vítima delatora, o acusado teria um encontro com outra vítima às 15h numa lanchonete para recebimento da última parte de um valor referente à renovação de uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação) que o golpista oferecia a um valor total de R$ 320,00 (trezentos e vinte reais). Observando a movimentação do local apontado, os policiais militares realizaram a abordagem ao indivíduo logo após a saída da vítima e consumação do golpe”, explicou.

  • Foto: Divulgação/PM-PIMaterial apreendido pela PMMaterial apreendido pela PM

Ao ser indagado se ele trabalhava em alguma autoescola ou era despachante, o acusado afirmou que não possuía nenhum vínculo com empresa e confessou que se tratava de um golpe.

Com ele foram encontrados crachás de professor de instituição de ensino à distância e de instrutor de autoescola, utilizados em seus golpes. Diante da constatação, o indivíduo foi conduzido para a Central de Flagrantes de Picos para autuação.

Antecedentes

De acordo com a Polícia Militar, o acusado já tem passagem pelo mesmo crime, na cidade de Oeiras, e em várias cidades do Estado de Pernambuco. “Há três anos, curiosamente, ele praticou um fato que repercutiu em boa parte do sertão do cariri pernambucano, quando se fazendo passar por professor de teatro e violão, além de cantor, dizia-se "representante do Ministério da Cultura e Diretor-Presidente da Companhia Pernambucana de Teatro", enganando o Prefeito da cidade de Parnamirim-PE e vários outros funcionários daquela administração municipal. Há ainda relatos de golpes praticados nas cidades de Moreilândia, Granito e Exu, todas da região do Cariri pernambucano na mesma época”, acrescentou o major Felipe.

Mais conteúdo sobre: