Uruçuí - PI

Homem mata companheira e tira a própria vida em Uruçuí

De acordo com o tenente-coronel Nelson Feitosa, a PM foi acionada por volta de 14h por uma pessoa que passou na frente da residência do casal e viu o corpo de Alan na sala da casa.

Brunno Suênio
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Um homem identificado como Alan Pereira Costa, 25 anos, matou a companheira, Marjori Cristine, de 19 anos, e logo depois tirou a própria vida nessa segunda-feira, 1º de outubro, na cidade de Uruçuí, distante 450km de Teresina.

De acordo com o tenente-coronel Nelson Feitosa, comandante do 10º batalhão da Polícia Militar, a PM foi acionada por volta de 14h por uma pessoa que passou na frente da residência do casal e percebeu a porta aberta e, logo depois, o corpo de Alan na sala da casa. "Ele usou um machado para desferir contra a cabeça da mesma, tudo indica que quando ela ainda estava dormindo", ressaltou.

  • Foto: Facebook/Marjori CristineMarjori CristineMarjori Cristine

O comandante acrescentou que, depois de matar a jovem, Alan pegou o filho, de apenas 6 meses, e deixou na casa da avó. "Ele foi deixar a criança na casa da mãe dele e deve ter comprado a corda, porque ela era nova nova, voltou para casa e cometeu o enforcamento", pontuou. Uma carta foi encontrada no imóvel, juntamente com várias fotografias recortadas de Marjori.

Agressão

O tenente-coronel afirmou ainda que na última sexta-feira (28), a PM havia sido acionada para conter uma briga do casal, no entanto, ele fugiu antes da chegada da polícia. "Na sexta-feira passada outra equipe da Polícia Militar foi atender uma ocorrência lá, que envolvia a briga deles dois, violência doméstica, só que ele fugiu. Ela não quis ir na delegacia, negou que ele estivesse lá [na casa], só que depois descobrimos que ele realmente estava no local, naquele dia à noite", completou.

Alan e Marjori haviam sido presos por tráfico de entorpecentes, inclusive, ele foi posto em liberdade há poucos dias.