Guadalupe - PI

Jovem que teve perna amputada pede ajuda para comprar prótese no Piauí

Mariana Muniz, de 16 anos, teve câncer em 2017 e após etapas de quimioterapia acabou perdendo uma das pernas.

Davi Fernandes
Teresina
Willyam Ricardo
Teresina
- atualizado

A jovem Mariana Muniz, 16 anos, do município de Guadalupe, está fazendo uma campanha de arrecadação de dinheiro para conseguir comprar uma prótese transfemural e voltar a caminhar. A adolescente passou por um terrível câncer em 2017 e após etapas de quimioterapia e cirurgias, perdeu umas das pernas.

Mariana relatou ao GP1 nesta segunda-feira (30), que realizou três tratamentos de quimioterapia e cirurgias na tentativa de colocar uma prótese no lugar do fêmur, porém nenhuma das tentativas deu certo.

  • Foto: Reprodução/WhatsAppAção Solidária Ação Solidária

“Primeiro fiz o tratamento por quimioterapia, depois fiz uma cirurgia para colocar uma prótese, depois de seis meses não deu certo, então tive que passar pela amputação, passei 15 dias na UTI, precisei de sangue, fizeram a campanha. Logo após a amputação, passei por mais duas quimioterapias, achando que estava curada. Depois de três meses eu descobri que estava com nódulos nos pulmões, três no esquerdo e dois no direito, passei por outro tratamento e agora estou curada, pela graça de Deus”, relatou.

Angústia e medo de morrer

Passar por tantas coisas aos 16 anos pode causar uma pressão que ninguém nunca imaginou passar, ainda mais passar por um câncer e parecer que o tormento nunca vai ter fim. Em um de seus relatos ao GP1, Mariana disse que encontrou apoio para enfrentar tudo junto de sua família e amigos.

“Eu tive medo de morrer, de perder meus amigos. Tive dores na minha perna, tive náuseas, vômitos. Existiram dias que eu nem sabia mais onde estava doendo. Eu dormia chorando e acordava para chorar. Minha perna ficou inchada, mas eu tinha uma vontade de viver que não me deixava desistir. Fui abençoada, presenciei o amor em seu estado mais puro, o carinho que recebia dos amigos, de pessoas que eu nem conhecia, da minha família e em especial da minha mãe, que é um ser iluminado em minha vida. Minha vida desacelerou um pouco, procuro sentir cada segundo que se passa, e o segredo de ter vencido tudo isso foi saber retribuir cada oração, cada boa energia, cada amor recebido. Sinto que Deus foi generoso demais comigo por ter me dado uma segunda chance”, disse.

Campanha de arrecadação

Ação solidária tem como objetivo arrecadar o máximo de dinheiro possível para que a família de Mariana Muniz consiga comprar a sua prótese transfemural, que pode chegar até no valor de R$ 60 mil. As doações podem ser feitas por meio de depósitos ou transferências para uma conta da Caixa Econômica Federal.

Agência:0638

Operação:013

Conta:00097109-0

Mais conteúdo sobre: