Teresina - PI

Justiça marca julgamento do advogado Ângelo Diógenes de Souza

O advogado foi preso preso em flagrante com fuzil e explosivos que seriam utilizados em ações contra instituições financeiras no Piauí.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

O advogado Ângelo Diógenes de Souza preso em flagrante com fuzil e explosivos que seriam utilizados em ações contra instituições financeiras no Piauí, será julgado pelo juízo da 3ª Vara Criminal da Comarca de Teresina, às 09h30min do dia 02 de maio deste ano.

O advogado é réu em ação penal acusado de contrabando, porte ilegal de arma de fogo de uso não permitido, posse de arma de fogo de uso restrito e também de explosivos, crimes tipificados no art.334-A, do Código Penal e artigos 14 e 16 da Lei 10.826/03. A pena para os crimes pode chegar a 11 anos de prisão.

  • Foto: Divulgação/PC-MAÂngelo Diógenes de SousaÂngelo Diógenes de Sousa

A prisão, em abril de 2018, foi executada pelos policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especiais (BPRone) no bairro São Pedro, próximo ao condomínio Dom Avelar, ao perceber um veículo modelo Ford Ranger, com placa branca, que levantou suspeita aos ocupantes do carro. Ao abordá-los, os policiais encontraram um revólver calibre .38 e munições de vários calibres. Com isso, o BPRone resolveu aprofundar as diligências e encontrou o material explosivo e mais o armamento em uma oficina.

Ângelo Diógenes de Sousa já foi preso no Piauí por roubo e formação de quadrilha, roubo de carga, posse ilegal de arma, além de já tinha sido preso no Maranhão.

O advogado está regularmente inscrito nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, sob o número 6628/PI.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Advogado Ângelo Diógenes recorreu de decisão que o expulsou da OAB-PI

Advogado Ângelo Diógenes de Souza é preso com fuzil e explosivos

Advogado Angêlo Diogenes é preso novamente no Maranhão

Mais conteúdo sobre: