Eleições 2018

Lucy Silveira quer Margarete Coelho como candidata a governadora

Segundo a pré-candidata a deputada estadual Lucy Silveira, o Piauí precisa de 'mulheres no poder'.

Nayrana Meireles
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

A pré-candidata a deputada estadual e primeira-dama de Teresina, Lucy Silveira, participa nesta segunda-feira (11), do almoço proposto por prefeitos, em defesa de Margarete Coelho. Mas ao contrário dos gestores, Lucy defendeu Margarete como candidata a governadora e não como vice. O encontro acontece no restaurante O Casarão, na zona leste da Capital.

Lucy descartou Wellington Dias e disse que o Piauí precisa de "mulheres no poder". "Eu defendo [Margarete] como governadora desse Estado. Uma mulher preparada, tem condições, tem experiência, conhece todo o estado e tem sensibilidade de mulher. Precisamos de mulheres no poder. É isso que nós queremos, mulher na chapa, mulher no poder", afirmou a esposa do prefeito Firmino Filho.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Lucy SilveiraLucy Silveira

Segundo Lucy, o Piauí precisa de alguém que possa olhar para as pessoas e Margarete é uma pessoa preparada para assumir a liderança do Estado. "Eu estou falando minha opinião como admiradora de Margarete Coelho. Ela tem capacidade de ser candidata a governadora e de nos representar. Agora é a hora das mulheres, agora é nossa hora. Eu vim dar meu apoio, meu carinho e dizer que estou com ela e gostaria muito de vê-la como candidata a governadora desse Estado. É uma pessoa preparada para assumir esse estado. Ela tem experiência gerencial e isso é muito importante. A minha opinião é uma mulher forte, guerreira, com olhar de gente. Nós precisamos com uma pessoa com olhar de gente", finalizou Lucy.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vice-governadora Margarete Coelho durante evento de entrega de equipamentos em TeresinaVice-governadora Margarete Coelho durante evento de entrega de equipamentos em Teresina

Em resposta ao apoio de Lucy Margarete afirmou que está a disposição do Progressistas. "A Lucy é uma companheira de partido, é uma mulher que tem uma militância política muito forte e que também representa as causas feministas. Nós mulheres temos reclamado muito de espaço na política, então eu vejo o posicionamento da Lucy como uma defesa da pauta feminista. Meu plano é estar à disposição do meu partido, a disposição da militância do meu partido, estar à disposição da nossa base política, que é formada por vários partidos, estar à disposição das mulheres, dos jovens, dos negros, da comunidade LGBT, dos movimentos sociais, é estar à disposição da sociedade", disse a vice-governadora.

MAIS LIDAS