Teresina - PI

Luiz Júnior avisa que seguirá ao lado de Firmino Filho até 2020

"Continuo apoiando a gestão do prefeito até o dia 31 de dezembro de 2020”, afirmou o vice-prefeito.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O vice-prefeito de Teresina, Luiz Junior (PMDB) não pretende se indispor com o prefeito Firmino Filho (PSDB). Foi isso que ele deixou claro ao afirmar que seguirá ao lado do tucano que, segundo ele, tem imprimido um bom trabalho à frente do Executivo.

Essa postura do vice vem depois da insatisfação de Firmino com a eleição da Câmara Municipal que escolheu a nova Mesa Diretora para o biênio 2019/2020. A realização do processo, fez o prefeito ligar a metralhadora giratória e sair atingido a todos que, à sua revelia, decidiram apoiar o pleito do legislativa teresinense. O PMDB, partido de Luiz Júnior, foi um dos principais atingidos já que viu os seus membros serem exonerados da estrutura administrativa do Município.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Luiz JúniorLuiz Júnior

Contudo, Luiz Júnior não está disposto a comprar a briga de ninguém, tanto que à nossa reportagem, assegurou que não vai se envolver no impasse.

“Eu não vou me incluir nesse assunto, em fala de A, de B ou de C. O vice-prefeito tem uma conduta, não participou [da articulação interna] e nem vai dar depoimento. Eu quero trabalhar por Teresina, acompanhar os projetos do prefeito que continua fazendo uma boa gestão. Portanto, Teresina precisa muito da gente. Continuo apoiando a gestão do prefeito até o dia 31 de dezembro de 2020”, afirmou o vice.

Diante da exoneração dos peemedebista, o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho – principal responsável pela indicação de Júnior para o cargo de vice de Firmino Filho – decidiu trazer à baila os descompassos internos com o prefeito. Em entrevista à imprensa, ele chegou a chamar o tucano de “traidor, ditador e pequeno”.