Caracas - VEN

Manifestantes contra Nicolás Maduro entram em confronto com a polícia

Agentes se espalharam por toda a cidade devido à ameaça de protestos liderados pelo presidente interino Juan Guaidó.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

Manifestantes contra o presidente Nicolás Maduro entraram em confronto com forças de segurança da Venezuela na principal avenida da capital Caracas neste sábado (09), em meio a um apagão elétrico que atinge o país.

Agentes se espalharam por toda a cidade devido à ameaça de protestos liderados pelo presidente interino Juan Guaidó. Viaturas de polícia e membros da Guarda Nacional ocuparam diversos cruzamentos, utilizando capacetes, escudos e outros equipamentos de segurança.

Ao mesmo tempo, os apoiadores de Maduro planejam fazer outro protesto, conforme a energia elétrica vai voltando ao país. O blecaute começou no fim da quinta-feira e a luz só começou a voltar cerca de 24 horas depois.

Na manhã deste sábado, funcionários do metrô de Caracas disseram que estavam esperando o retorno da energia se estabilizar para retomar o serviço.

Para o rival de Maduro, Guaidó, o blecaute foi provocado por corrupção e improbidade do governo, que, por sua vez, disse que a falta de energia é parte de uma trama dos EUA para forçar sua saída do poder.

Além dos EUA, outros 50 países, incluindo o Brasil, apoiam a campanha de Guaidó de destituir Maduro e convocar novas eleições. Guaidó é o líder da Assembleia Nacional da Venezuela e se autoproclamou presidente interino.

Mais conteúdo sobre: