Teresina - PI

Ministério Público apura denúncia contra o Água de Chocalho

De acordo com a denúncia, o estabelecimento não está recolhendo o FGTS de seus empregados a cada mês e não realiza o pagamento das verbas rescisórias na forma da lei.

BRUNA DIAS
- atualizado

O Ministério Público do Trabalho (MPT) no Piauí, por meio da Procuradoria Regional do Trabalho na 22ª Região, instaurou inquérito civil para apurar denúncia de irregularidades trabalhistas possivelmente praticadas pelo bar e restaurante Água de Chocalho, localizado na avenida Nossa Senhora de Fátima, zona leste de Teresina.

A portaria de abertura do inquérito foi assinada pelo procurador Edno Carvalho Moura no dia 8 de fevereiro. De acordo com a denúncia, o estabelecimento não está recolhendo o FGTS de seus empregados a cada mês e não realiza o pagamento das verbas rescisórias na forma da lei.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Água de Chocalho Água de Chocalho

No dia 19 de janeiro, o MPT abriu inquérito para apurar denúncia contra o bar e restaurante, entre elas, jornada de trabalho excessiva, atraso no pagamento dos salários, do décimo terceiro e vales transportes, além de não assinar a Carteira de Trabalho de alguns funcionários.

Outro lado

Procurado pelo GP1, nenhum representante do bar e restaurante Água de Chocalho foi encontrado para comentar a denúncia.