Piripiri - PI

Ministério Público investiga irregularidades no IFPI de Piripiri

A assessoria de comunicação informou que o IFPI campus Piripiri ainda não foi notificado sobre o caso.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Trabalho instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) de Piripiri, norte do estado. A portaria nº 555.2019 foi assinada pelo procurador José Wellington de Carvalho Soares, nessa segunda-feira (14).

O objetivo é investigar denúncia de que os trabalhadores estão sendo submetidos a condições sanitárias e de conforto inadequadas nos locais de trabalho (calor extremo, salas sem ventilação, aparelhos de ar condicionado sem higienização).

O membro do MPT destacou que se confirmadas, as irregularidades denunciadas têm repercussão coletiva e envolvem interesses transindividuais de trabalhadores, como a sonegação de direitos trabalhistas assegurados em lei.

Foi considerado ainda ser de responsabilidade das empresas a adoção das medidas coletivas e individuais de proteção e segurança da saúde de seus trabalhadores (art. 19, § 1º, da Lei n.º 8.213/1991).

Outro lado

A assessoria de comunicação informou que o IFPI campus Piripiri ainda não foi notificado sobre o caso. No entanto, ela ressaltou que quando houve cortes na Educação, há cerca de 4 meses, ocorreram problemas com a manutenção dos ar-condicionados, mas que houve audiência e que tudo já foi resolvido.

Ela disse ainda que desde então está tudo normalizado.