Jardim do Mulato - PI

Moradora denuncia ação de vândalos em caixa d'água em Jardim do Mulato

A assessoria de comunicação da Agespisa informou que o chefe do escritório local da companhia, Manoel José da Costa, já está ciente da ação dos vândalos e que já foi feito um Boletim de Ocorrência.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O GP1 recebeu, nesta segunda-feira (21), denúncia da presidente da Colônia dos Pescadores V53 do município de Jardim do Mulato, Kátia Cilene, sobre a ação de vândalos no local onde está instalado a reservatório de água da Agespisa que faz o abastecimento da cidade.

Segundo Kátia, os vândalos têm fácil acesso ao local devido à falta de vigia. “Os vândalos entram e fazem o que querem, lá não tem vigia para impedir. “Não tem vigia, não tem nada. A população está preocupada e pedindo providências. Fomos atrás do chefe do escritório da Agespisa, Manoel José, mais conhecido como Manoel do Nenego, mas ele não nos dá nenhuma resposta”, afirmou.

  • Foto: DivulgaçãoReservatório de água da AgespisaReservatório de água da Agespisa

“A caixa fica localizada próximo ao polo esportivo, ao colégio José Borba de Carvalho, não tem vigia, não tem nada, temos uma praça próximo à caixa d’água, mas os filhos dos moradores não podem brincar na praça porque os vândalos não deixam”, declarou.

Ainda de acordo com a presidente, a população quer a interdição da caixa para tratamento “para saber que está bebendo uma água de qualidade”.

Outro lado

Procurada, a assessoria de comunicação da Agespisa informou que o chefe do escritório local da companhia, Manoel José da Costa, já está ciente da ação dos vândalos e que já foi feito, inclusive, um Boletim de Ocorrência.

Ela ressaltou ainda que a água distribuída aos consumidores recebe tratamento, atendendo a todas as exigências do Ministério da Saúde.

Confira abaixo a nota na íntegra:

NOTA

A Agespisa informa que a ação de vândalos nas proximidades do reservatório de água de Jardim do Mulato foi denunciada oficialmente pelo chefe do escritório local da companhia, Manoel José da Costa, por meio de um Boletim de Ocorrência à polícia da cidade, na última sexta-feira, dia 18. ( Em anexo)

O reservatório está erguido numa área devidamente cercada e fica há mais de 10 metros do solo. A Agespisa informa ainda que a água distribuída aos consumidores recebe tratamento, atendendo a todas as exigências do Ministério da Saúde.

Ouvidoria da Agespisa
0800 86 8888

Mais conteúdo sobre: