Teresina - PI

Moradores reclamam que estão há 24h sem água no bairro Renascença

Carlos Alberto, morador do loteamento Parque do Sol, bairro Renascença 2, disse que os moradores não foram comunicados antecipadamente sobre uma manutenção da Águas de Teresina.

Carolina Dias
Teresina

Moradores da zona sudeste de Teresina denunciaram ao GP1 na manhã desta segunda-feira (24), falta de abastecimento de água na região durante mais de 24 horas. Segundo eles, a empresa Águas de Teresina, responsável pelo fornecimento de água na Capital, não enviou equipe para verificar o problema.

Carlos Alberto, morador do loteamento Parque do Sol, no bairro Renascença II, disse que os moradores não foram comunicados com antecedência sobre uma manutenção que a Águas de Teresina estaria realizando na região e afirmou que desde ontem (23) estão sem o fornecimento de água.

“A Águas de Teresina está sendo muito irresponsável com a gente. Desde ontem pela manhã estamos sem água. Nós ligamos, comunicamos o problema, e eles disseram que voltaria até às 9 horas da manhã de ontem ainda. Disseram que era manutenção emergencial. E até hoje estamos aqui sem água. Hoje a comunidade entrou em contato de novo e a atendente disse que era manutenção emergencial, novamente, mas que voltaria até às 9 horas. E ainda nada. É irresponsável demais”, pontuou o morador.

Outro lado

Procurada pelo GP1, a empresa divulgou uma nota de esclarecimento informando que foi necessário interromper, em caráter de urgência, o abastecimento de água tratada na região do bairro Renascença II. A empresa ressaltou ainda que o fornecimento está sendo retomado de forma gradativa desde a manhã de hoje.

Confira a nota na íntegra:

"A Águas de Teresina informa que atuou em caráter de emergência no reparo de vazamento em rede de água, o que afetou o abastecimento no loteamento Parque do Sol, localizado no Renascença II.

O serviço foi finalizado e o fornecimento de água vem ocorrendo de forma gradativa desde a manhã de hoje. A concessionária lamenta os incômodos e solicita que casos emergenciais sejam informados através do 0800 223 2000 ou 115".

Mais conteúdo sobre: