São João do Piauí - PI

MP pede que Agespisa regularize abastecimento em São João do Piauí

O promotor Jorge Pessoa informou que tomou conhecimento que “parcela considerável da população do município de São João do Piauí, vem sofrendo interrupções contínuas no fornecimento de água".

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado, por meio do promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa, expediu uma recomendação no dia 24 de outubro ao presidente da Agespisa, Genival Sales, para que regularize o abastecimento de água no município de São João do Piauí.

O promotor Jorge Pessoa informou que tomou conhecimento que “parcela considerável da população do município de São João do Piauí, principalmente a que mora em regiões altas, vem sofrendo interrupções contínuas no fornecimento de água pela Agespisa, submetendo-se a ter que acordar pela madrugada para colher água em recipientes, uma vez que durante o dia não há regular distribuição”.

  • Foto: Lucas Dias/GP1AgespisaAgespisa

Jorge Pessoa disse entender que o problema está relacionado a falta de chuvas, mas que isso “não isenta a empresa de fins específicos e responsável direta de buscarem soluções para minorar a problemática do regular fornecimento de água”.

Ele então pede que o presidente da Agespisa garanta a manutenção regular do Sistema de Abastecimento de Água em toda a cidade de São João do Piauí, principalmente, em bairros situados em regiões altas, como é o caso do bairro Alto Santa Fé, e o seu funcionamento ininterrupto, informando periodicamente ao Ministério Público sobre as intercorrências eventualmente contabilizadas.

Em um prazo de 30 dias, pede a ampliação da capacidade dos Sistemas de Abastecimento de Água atualmente existentes com reforma total da estrutura existente.