Capitão Gervásio Oliveira - PI

MP quer que ex-prefeito Agapito Coelho devolva R$ 1,3 milhão

A ação civil pública por ato de improbidade administrativa foi ajuizada, nessa quarta-feira (11), pelo promotor Jorge Pessoa.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí ajuizou, nessa quarta-feira (11), ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Capitão Gervásio Oliveira, Agapito Coelho da Luz, pedindo que o ex-gestor seja condenado a devolver R$ 1.397.873,13 aos cofres públicos.

De acordo com o promotor de Justiça, Jorge Pessoa, a ação foi embasada em inquérito civil instaurado a partir de relatório do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) relativo ao exercício financeiro de 2011, no qual apontou que o ex-prefeito efetuou uma série de gastos sem atender aos requisitos da Lei de Licitações.

Entre os gastos irregulares estão: compra de combustíveis, aquisição de materiais de gêneros alimentícios, aluguel de veículos, contratação de construtora e escritórios de advocacia e contabilidade, para serviços de consultoria jurídica.

Outras irregularidades apontadas foram a falta de pagamento às concessórias de energia elétrica e abastecimento de água e pagamento de multas ao INSS (Instituto de Nacional de Seguridade Social), por falta de pagamento de contribuições ao órgão.

Outro lado

O ex-prefeito não foi localizado pelo GP1.