Floriano - PI

MP quer regularização do fornecimento de energia em Floriano

A recomendação administrativa 19/2019, foi assinada no dia 26 de junho deste ano pelo promotor de Justiça José de Arimatéa Dourado Leão. 

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí expediu recomendação administrativa 19/2019, no dia 26 de junho deste ano, à empresa Equatorial-Cepisa para que regularize os serviços de fornecimento de energia elétrica no município de Floriano.

De acordo com o documento, em decorrência das falhas na prestação de serviços por parte da empresa os consumidores têm sido colocados em posição de elevada desvantagem, na forma no art. 51, inciso IV.

Para expedir a recomendação, o promotor de Justiça José de Arimatéa Dourado Leão considerou a solicitação apresentada pelo Sindicato do Comércio Varejista de Floriano e Região - SINCOFLOR/PI, dando conta da ausência de equipe de campo para prestar atendimentos emergenciais, bem como da demora acentuada para a resolução de problemas relacionados a falta de energia elétrica.

A empresa tem o prazo de 60 dias, para realizar todas as medidas técnicas e administrativas necessárias para a regularização dos serviços de fornecimento de energia em Floriano, com a disponibilização de equipes de campo em tempo integral para atendimentos emergenciais, bem como a diminuição no tempo de atendimento referente a falta de energia elétrica, com a prestação dos serviços com qualidade e resolutividade, evitando prejuízos e constrangimentos aos usuários de tais serviços.