Teresina - PI

Mulher sofre infarto e morre após ser assaltada no Lourival Parente

Segundo a PM, a vítima era cardíaca e tinha acabado de fazer um exame cardíaco. Em decorrência do assalto, Teresinha não suportou a reação do coração e acabou falecendo.

Willyam Ricardo
Teresina
- atualizado

Uma mulher identificada como Teresinha de Jesus Lima, de 65 anos, faleceu na manhã desta quinta-feira (21), por volta das 08h30, após ser assaltada por um criminoso na rua Miguel Couto, localizado no bairro Lourival Parente, zona sul de Teresina.

Segundo o capitão e coordenador de policiamento da área do 6° Batalhão da Policia Militar, Fabio Soares, Teresinha estava saindo de casa junto com uma amiga dela, quando foi abordado pelo criminoso, que estava em uma motocicleta e anunciou o assalto. A vítima era cardíaca e, segundo as informações dada pela filha aos policiais militares, tinha acabado de fazer um exame. Em decorrência do assalto, Teresinha não suportou e faleceu.

“Ela vinha com outra amiga e ela vinha da casa dela, só que na mesma rua, onde ela morava era mais embaixo, mas foi abordada na subida da rua. Ela já tinha chegado nessa subida ofegante, ela era cardíaca, inclusive, a filha dela relatou aos policiais militares que fazia pouco tempo que ela tinha feito cateterismo, exame cardíaco. Ela chegou num salão e pediu um telefone para ligar para a filha dela, provavelmente para pegar e ajudar ela. Foi quando um indivíduo chegou numa moto preta, de acordo com o relato da amiga que estava com a Teresinha. O elemento aparentava ter 50 anos, não era tão jovem, e anunciou o assaltou. Ele mandou passar o celular e ela passou, ele fez menção de sacar a arma, mas não chegou a sacar”, explicou o capitão.

Ainda de acordo com o capitão Fabio Soares, o criminoso se evadiu do local. Teresinha chegou, antes de falecer, a ser ajudada pela amiga e por pessoas próximas. O Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda chegou a ser acionado, mas Teresinha não resistiu e morreu no local. “O elemento se evadiu do local, a dona do salão começou a ajudar a vítima, deu água para ela, botou para sentar, mas ela começou a ofegar, ofegar e com o passar do tempo acabou tendo um ataque cardíaco e veio a falecer no local. Acredito que quando o Samu veio a chegar, mas ela já tinha entrado em óbito”, disse Fabio Soares.

A polícia segue fazendo as diligências cabíveis ao caso para identificar, localizar e capturar o suspeito do crime. Até o presente momento, ninguém foi preso.

Mais conteúdo sobre: