Teresina - PI

PM-PI realiza reunião para tratar sobre segurança no Carnaval

A reunião aconteceu na manhã desta quarta-feira (17), no Auditório do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.

Laura Moura
Teresina
- atualizado

Reunião no QCG da PM define ação de Segurança do Carnaval

Os organizadores das festas carnavalescas se reuniram na manhã desta quarta-feira (17), às 10h, com autoridades da Polícia Militar para tratar sobre a segurança dos foliões nas festas de Carnaval. A reunião aconteceu no Auditório do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, localizada na avenida Higino Cunha, bairro Cristo Rei em Teresina.

O comandante geral da PM-PI, coronel Carlos Augusto, explicou como funciona a logística de policiamento das diversas festas de Carnaval. “Nós já temos todo um planejamento da atuação da PM nesses carnavais. Por exemplo, no corso já temos um plano de segurança, que sempre é replicado com algumas alterações que a organização faz. Em bailes carnavalescos, nós sempre operamos quando somos provocados. Nós pedimos que as pessoas notifiquem à Polícia Militar para que seja mandada uma guarnição para fazer essa integração com a segurança do evento e evitar que ocorra fatos como este da Banda Bandida”, afirmou.

O organizador do evento Vaca Atolada, Daniel Borges, ressaltou a importância do apoio das instituições de segurança. “É importante para todos os organizadores dos blocos e foliões. Nós temos muito trabalho durante o ano para que aconteça todas essas festas de Carnaval, e é muito importante todos os órgãos de segurança darem apoio”, destacou.

Questionado sobre a entrada de policiais militares armados em festas, não estando em serviço, o comandante destacou a orientação que é passada pelo comando. “A orientação que damos é que até os policiais militares, não estando em serviço, evitem entrar em locais fechados armados. Nesses locais a responsabilidade é do organizador, por isso é contratado segurança privada e diante disso, nós nos reunimos com os organizadores para orientá-los que no momento em que alguém entrar armado ou dar a “carteirada”, a polícia militar seja acionada. Nós estamos dando apoio a todas essas festas com viaturas, homens armados e capacitados para identificar as pessoas que estão tentando entrar nesses lugares com porte de arma”, frisou.