Bocaina - PI

Prefeito Erivelto Barros exonera servidores comissionados

Decreto exonerando servidores contratados sem concurso foi assinado pelo prefeito Erivelto Barros no dia 1º de novembro.

José Maria Barros
Picos
- atualizado

Atendendo recomendação do Ministério Público Estadual, o prefeito de Bocaina, Erivelto de Sá Barros (PSB), baixou no último dia 1º de novembro, decreto exonerando todos os servidores comissionados indicados por apadrinhamento político.

Além dos comissionados, o prefeito Erivelto Barros exonerou os servidores contratados, prestadores de serviços e terceirizados do município de Bocaina, que estavam lotados na Administração, Secretarias e Unidade Mista de Saúde.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Prefeito Erivelto Barros continua gastando muito com pessoalPrefeito Erivelto Barros

Pelo decreto, ficam em vigência de seus cargos e funções, até segunda ordem, apenas os secretários municipais, servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Diretoria da Unidade Mista de Saúde, Procurador Geral e Adjunto de Bocaina.

Dentre as comissionados mantidas nos cargos está à mãe do prefeito, Fátima Sá, que é a Secretária Municipal de Educação.

Recomendação

O Ministério Público Estadual, através do promotor de justiça Maurício Gomes de Sousa, havia recomendado ao prefeito de Bocaina, Erivelto de Sá Barros (Progressistas), que demitisse todos os servidores municipais contratados sem prévia aprovação em concurso público de provas ou de provas e títulos.

A recomendação foi assinada pelo promotor de justiça Maurício Gomes de Sousa no dia 1º de agosto deste ano, ou seja, três meses antes de o gestor baixar o decreto exonerando todos os servidores contratados por apadrinhamento político.

NOTÍCIA RELACIONADA

MP recomenda que prefeito Erivelto Barros demita servidores sem concurso

Mais conteúdo sobre: