Cristino Castro - PI

Prefeito Manoel Júnior é alvo de investigação no Ministério Público

A portaria nº 19 foi assinada pelo procurador da República Kelston Pinheiro Lages, no dia 12 de agosto.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal no Piauí instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra o prefeito de Cristino Castro, Manoel Pereira de Sousa Júnior, mais conhecido como Manoel Júnior. A portaria nº 19 foi assinada pelo procurador da República Kelston Pinheiro Lages, no dia 12 de agosto.

O objetivo é investigar denúncia de improbidade administrativa, e, possivelmente, ilícito penal de apropriação indébita previdenciária, em virtude da suposta ausência de repasses de valores recolhidos a título de desconto para o INSS, e que teriam sido perpetrados pelo prefeito, nos exercícios de 2017 e 2018, causando um presumível prejuízo.

  • Foto: Facebook/Prefeitura de Cristino CastroManoel JúniorManoel Júnior

Inicialmente foi aberta uma notícia de fato, no entanto considerando a existência de diligência pendente e tendo em conta o vencimento do prazo do procedimento originário, o procurador resolveu converter em inquérito civil.

O membro do MPF destacou ainda que é função institucional do Ministério Público promover o Inquérito Civil e a Ação Civil Pública para a proteção do patrimônio público e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e coletivos.

Outro lado

Prefeito Manoel Júnior não foi localizado pelo GP1.