Luzilândia - PI

Prefeito Ronaldo Gomes diz que documentos foram enviados ao MPF

Em nota, a prefeitura afirmou que foi constatado pela assessoria jurídica que os referidos documentos foram enviados e que há comprovantes que provam que os envios.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A Prefeitura de Luzilândia, através da assessoria de comunicação, enviou direito de resposta na tarde desta terça-feira (05), sobre matéria publicada, na segunda-feira (04), intitulada “Procurador pede a perda do mandato do prefeito Ronaldo Gomes”.

Segundo a reportagem, baseada na ação do Ministério Público Federal, o prefeito deixou de atender requisição feita pelo procurador Kelston Pinheiro Lages no qual foi solicitado cópia do contrato de trabalho e das folhas de registro de pontos dos últimos 06 (seis) meses da médica lotada no Posto de Saúde Pitombeira, Solange Bastos Fonseca Costa, sendo conferido, para tanto, o prazo de 10 (dez) dias úteis.

  • Foto: Facebook/Ronaldo GomesPrefeito Ronaldo GomesPrefeito Ronaldo Gomes

Em nota, a prefeitura afirmou que foi constatado pela assessoria jurídica que os referidos documentos foram enviados e que há comprovantes que provam que os envios.

Confira abaixo a nota na íntegra:

O Governo Municipal de Luzilândia “Construir e Servir”, vem por meio desta, esclarecer acerca do conteúdo que circulou em matéria veiculada na última segunda-feira (04), através de portais de notícias estadual https://www.gp1.com.br/noticias/procurador-pede-a-perda-do-mandato-do-prefeito-ronaldo-gomes-448277.html e locais, noticiando um pedido de afastamento de mandato contra o prefeito Ronaldo Gomes. Segundo o site, por deixar de prestar informações ao Ministério Público Federal.

De acordo com a matéria, o prefeito teria deixado de atender requisição feita pelo procurador Kelston Pinheiro Lages, que solicitava cópias de documentos de uma servidora municipal de Luzilândia. Contudo, com informações da Assessoria Jurídica do Município, constatou-se que os documentos foram enviados como solicitados e os comprovantes de envio mostrados logo abaixo, são uma das provas que desmentem a matéria.

  • Foto: Divulgação/Prefeitura de LuzilândiaCompravanteCompravante

Quanto a suposta tentativa do portal de contatar o prefeito Ronaldo Gomes ou suas assessorias, em nenhum momento aconteceu, haja vista que caso houvesse um contato, os comprovantes de envio da documentação seriam apresentados, evitando com isso, tamanho esforço no sentido de distorcer a realidade dos fatos impostos na citada matéria.

O Governo Construir e Servir, continua se colocando à disposição para maiores informações sobre esta e demais pautas que envolvam essa administração.

Assessoria de Comunicação