Campo Maior - PI

Prefeitura de Campo Maior intensifica ações de combate a violência

O objetivo é sensibilizar a sociedade, demonstrando que a violência contra a mulher existe como expressão da questão social na cultura machista e que necessita ser denunciada.

- atualizado

No decorrer deste ano, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Geração de Renda SEMAS por meio da Coordenadoria de Políticas para as Mulheres realizou ações de combate a Violência contra a Mulher, desenvolvendo campanhas, palestras, caminhadas, panfletagens e capacitação para os profissionais que compõem a rede de atendimento à mulher em situação de violência doméstica no município, com a parceria da 4° Promotoria de Justiça da Comarca de Campo de Maior.

O objetivo é sensibilizar a sociedade, demonstrando que a violência contra a mulher existe como expressão da questão social na cultura machista e que necessita ser denunciada, reprimida e, antes de tudo, prevenida. Nesse sentido, as ações vêm sendo intensificadas desde o dia 26 de novembro quando foi lançada a campanha “16 Dias de Ativismo” no município.

  • Foto: Divulgação/AscomPrefeitura de Campo maior intensifica ações de combate a violência contra mulher no municípioPrefeitura de Campo maior intensifica ações de combate a violência contra mulher no município

Na terça-feira (27/11), a Coordenadora de Políticas para Mulheres, Luzia Pereira apresentou o movimento aos vereadores e ganhou o apoio dos parlamentares. Na manhã de quarta-feira (28), realizou a primeira ação; uma roda de diálogo com o tema Violência Doméstica, com as mulheres que cumprem pena na Penitenciária Regional José de Arimateia Barbosa. Durante a tarde, foi a vez das famílias assistidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que se reuniram para uma palestra com a Coordenadora da “Casa Abrigo Mulheres Vivas”, em Teresina, Ana Cleyde Nascimento que abordou o tema Violência contra as Mulheres e sua consequência para a infância.

A Secretaria também realizou palestras com público masculino, em empresas privadas, como a Cerâmica Campo Maior onde discutiu o papel do homem no combate a violência contra as mulheres, a atividade foi realizada no dia 04 de dezembro; no mesmo dia a Coordenação reuniu pessoas com deficiência auditiva, visual, física e outras limitações no auditório do CIAC- Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão para debater sobre a “Sexualidade: do preconceito a possibilidade”.

As atividades continuaram no dia 06 de dezembro fortalecendo a campanha “Laço Branco”- com panfletagem e distribuição de laços brancos para condutores de veículos. A ação fez alusão ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres e foi realizada no posto da PRF- Polícia Rodoviária Federal com o apoio da Polícia em diversos segmentos; da Coordenadoria Estadual de Políticas para as Mulheres e da Secretaria Municipal de Saúde por meio da Coordenação de Endemias. Além disso, houve apresentação de peça teatral sobre a Lei Maria da Penha – encenada por adolescentes do NUCA-Núcleo de Cidadania dos Adolescentes, no colégio CETI Cândido Borges.

O assunto também foi discutido por Grupo de Empresa de Segurança, no auditório da UESPI- Campus Heróis do Jenipapo, nesta sexta-feira (07). Ainda dentro da programação, uma partida de futebol society entre homens e mulheres foi realizada nesse sábado (08). As atividades encerram na terça-feira (11/12) com sessão solene na Câmara de Vereadores em homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado em 10 de dezembro.

Mais conteúdo sobre: