Miguel Alves - PI

Presidiário é morto a tiros às margem da PI 112 em Miguel Alves

O sargento Adalberto informou que o suspeito do crime foi morto durante uma troca de tiros com a PM.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Um detento da Colônia Agrícola Major César, identificado apenas como Erick, que estava em liberdade condicional, foi encontrado morto na manhã deste sábado (05), por volta de 5h, nas proximidades da PI 112, no município de Miguel Alves.

Em entrevista ao GP1, o sargento Adalberto, da PM de Miguel Alves, informou que populares relataram ter visto a vítima sendo perseguida por Haroldo Pereira de Araújo, que foi morto hoje durante uma troca de tiros com policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais na localidade Buritiana durante a madrugada.

“Eu fui ao local e me passaram a informação de que a vítima era conhecida como Erick. Ele estava na condicional e iria retornar ao sistema prisional no dia 30, segundo o que me informaram os familiares. Ele tinha uma rixa com o Haroldo, que foi morto em um confronto e os dois moravam próximos um do outro na região de Sambaíba e Buritiana. Ontem, por volta de 19h, segundo informações de populares, o Haroldo seguiu ele em uma motocicleta, com um comparsa e conseguiu abordar ele, efetuando cinco disparos”, informou.

Ainda conforme o sargento, mesmo após ser atingida pelos disparos de arma de fogo, a vítima conseguiu andar até o local onde seu corpo foi encontrado. Por lá, foi novamente atingida por dois disparos. A perícia da Polícia Civil verificou que os tiros foram realizados por uma pistola 9 mm, coincidindo com a arma apreendida com Haroldo. “A vítima ainda conseguiu andar bastante, mesmo atingida, depois o Erick caiu e ocorreram mais dois disparos, segundo informou os populares. Nós fomos no local e encontramos duas capsulas da pistola, que coincidiu com a arma encontrada com o Haroldo, uma pistola 9mm”, ressaltou.

A Polícia Militar ainda informou que a motocicleta utilizada pelos suspeitos do crime foi apreendida e encaminhada para a Polícia Civil. O corpo foi removido pelo Instituto de Medicina Legal (IML) de Teresina.