Piauí

Presos raptados de delegacia no MA são achados mortos no Piauí

A polícia ainda está investigando se o crime aconteceu em Miguel Alves ou no Maranhão.

FRANCISCA PINTO, DO GP1

No final da tarde desta segunda-feira (15), populares encontraram os corpos de dois homens em uma lagoa no povoado Pimenteiras em Miguel Alves (PI), município localizado a 110 quilômetros de Teresina.

Os homens foram identificados com Sabino Neto Cardoso dos Santos e Leonardo Vieira Silva e são suspeitos de assassinarem o empresário Kaleu Torres, no dia 8 de fevereiro, na cidade de Buriti de Inácia Vaz, no Maranhão.

Os dois estavam presos na delegacia Buriti de Inácia Vaz e na noite de ontem (14) foram sequestrados por um casal ainda não identificado que chegou à delegacia, rendeu os policiais de plantão e levou os dois acusados.

O comandante de policiamento do interior, coronel Paulo de Tarso, em entrevista ao GP1 comentou como aconteceu o sequestro dos dois. “Na noite de ontem eles foram sequestrados por um casal que chegou na delegacia e rendeu os policiais de plantão e então levaram os dois”, disse.

Paulo de Tarso também comentou que o crime pode ter sido cometido por desafetos e que não se sabe ao certo onde o homicídio aconteceu. “Acredita-se que foram os desafetos dos dois que os sequestraram e depois os mataram. Achamos que o crime deve ter acontecido no Maranhão e os corpos foram desovados no Piauí, pode ter sido uma forma de fazer com que parecesse que a família do empresário tinha cometido o crime”, pontuou o comandante.

O coronel acrescentou que os dois foram encontrados com as mãos e os pés decepados. As equipes da perícia criminal e do Instituto Médico Legal foram encaminhadas para o local onde os corpos foram encontrados. A polícia ainda está investigando se o crime aconteceu em Miguel Alves ou no Maranhão.

Relembre o caso

O empresário identificado como Kaleu Torres, natural de Miguel Alves (PI), foi assassinado com uma facada no peito na madrugada de terça-feira (09). O crime ocorreu durante uma festa de carnaval na cidade de Buriti de Inácia Vaz (MA), onde ele residia há mais de três anos.