Piauí

Professor Gildásio Guedes é pré-candidato a reitor da UFPI

Gildásio terá como vice o professor Viriato Campelo, docente da área de Medicina e diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

O professor Gildásio Guedes, diretor do Centro de Educação Aberta e à Distância da Universidade Federal do Piauí (CEAD/UFPI), é um dos pré-candidatos que deverá disputar o cargo de reitor da instituição, em consulta acadêmica a ser realizada no dia 12 de agosto. Gildásio terá como vice na o professor Viriato Campelo, docente da área de Medicina e diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

Formado em Matemática (Licenciatura Plena) na UFPI em 1978, Gildásio Guedes possui mestrado em Matemática Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com ênfase em tecnologias digitais.

  • Foto: Divulgação/AscomGildásio Guedes e Viriato CampeloGildásio Guedes e Viriato Campelo

Viriato Campelo é doutor em Medicina pela Universidade São Paulo (USP), além de outras formações na área da saúde, mais especificamente ligada a Medicina Tropical. Também é membro da Academia de Letras do Vale do Longá.

Os nomes de Gildásio Guedes e Viriato Campelo têm recebido bastante aceitação na comunidade acadêmica, uma vez que se tratam de dois professores bem conhecidos e atuantes há muito tempo naquela instituição.

Gildásio ressalta que o mote de sua pré-candidatura é marcado por duas palavras: experiência e compromisso. “Estamos muito tranquilos para disputar esse pleito. Sou um dos professores mais antigos da UFPI com doutorado, com mais de 40 anos de formado, isso sintetiza o mote de nossa pré-candidatura, que é experiência e compromisso”, declarou.

Paridade

A consulta acadêmica para reitor na UFPI ainda não adotou a paridade nos votos, ou seja: o voto de professores tem um peso de 70%, o de servidores, 15%, e o de estudantes, 15%. Gildásio é um dos poucos docentes que defende a igualdade entre as três classes. “O certo era colocar paridade, um terço para cada, estudante, servidor e professor, e depois homologar o resultado da consulta”, defende.

Outros nomes

Além de Gildásio Guedes, pelo menos mais quatro professores pretendem disputar a vaga de reitor: André Macedo, do Centro de Ciências da Natureza (CCN), que é apoiado pelo atual reitor; Nadir Nogueira (CCS), atual vice-reitora, que vai concorrer mesmo sem o apoio de Arimatéia; Marcos Sabry, também do CCS; e Sandra Ramos, do Centro de Ciências da Educação (CCE).