Piauí

Professores celetistas denunciam salários atrasados no Piauí

A assessoria de comunicação da Seduc informou que o pagamento será feito no final de abril e que o contrato dos profissionais teve início no mês de março.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O GP1 recebeu, nesta quinta-feira (18), denúncia dos professores celetistas da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC-PI) sobre atraso nos pagamentos dos salários.

De acordo com o denunciante, que preferiu não se identificar, eles foram contratados para trabalhar em fevereiro, no entanto os contratos só foram assinados na data de 3 de março e que até agora nenhum professor recebeu o pagamento.

“Nós estamos passando por um perrengue, somos professores celetistas, começamos a trabalhar dia 25 de fevereiro deste ano e até o momento a gente não tem expectativa de receber nada, ligamos para o setor financeiro e não nos dão nenhum posicionamento”, relatou.

Ele ainda reclamou do valor que será pago para os professores que trabalham 40 horas. “Estamos numa situação dificilíssima, não temos perspectivas de receber salário, as contas atrasadas e ainda tem professor trabalhando 40 horas para ganhar R$ 1.560,00 valor que é abaixo do piso nacional”, afirmou.

“Já foi marcada reunião, mas o secretário não recebe a gente, nosso contrato era pra ser dia 18 de fevereiro, mas colocaram a data do contrato no dia 3 de março. O PSOL ajuizou ação pedindo que fosse pago o piso nacional, teve decisão favorável à causa, mas, não estão cumprindo”, declarou.

Outro lado

Procurada, a assessoria de comunicação da Seduc informou que o pagamento será feito no final de abril e que o contrato dos profissionais teve início no mês de março. Confira abaixo a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Educação informa que não há atraso no pagamento dos professores seletistas, já que o contrato destes profissionais teve início no mês de março/2019, com pagamento previsto para final de abril. A Seduc esclarece, ainda, que a remuneração dos professores seletistas segue a lei da contratação de temporários e o edital de seleção.