Picos - PI

Profissionais são acusados de dopar pacientes no Hospital Justino Luz

O caso foi confirmado ao GP1 por meio da assessoria de comunicação. A motivação da ação seria para que os profissionais de saúde tivessem mais tempo de descanso.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A direção do Hospital Regional Justino Luz em Picos, iniciou um processo de investigação nesta quinta-feira (03) para apurar denúncias de que profissionais de saúde estariam dopando pacientes para que tivessem mais tempo de descanso no período noturno.

O caso foi confirmado ao GP1 por meio da assessoria de comunicação da unidade de saúde. O hospital abriu sindicância e emitiu um comunicado interno no dia 31 de agosto, assinada pela coordenação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

  • Foto: José Maria Barros/GP1Hospital Regional Justino LuzHospital Regional Justino Luz

Conforme o documento, os plantões são de 12h, sendo que apenas uma hora é destinada para o descanso dos profissionais. A direção ainda relatou, por meio do comunicado, que o monitoramento de câmeras de segurança flagrou equipes de enfermagem ausentes em seus setores, pois estariam usando o celular ao invés de trabalhar.

“Nos foi relatado pela direção e visto pelo centro de monitoramento por câmeras de segurança que a equipe de enfermagem está ausente no setor, e passam horas no celular, seja no posto ou no refeitório, deixando os setores descobertos”, diz o documento.

O que diz o Hospital

A assessoria de comunicação informou ao GP1, que a direção da unidade hospitalar vai fazer uma reunião com a assessoria jurídica para apurar as denúncias e posteriormente vai se posicionar sobre o caso.

Mais conteúdo sobre: