Teresina - PI

Secretário de Segurança Fábio Abreu lança Operação Carnaval 2018

O lançamento da operação ocorreu na manhã desta sexta-feira (9), no Comando Geral da Polícia Militar do Piauí.

NAYRANA MEIRELES
THAIS SOUZA
DE TERESINA
- atualizado

Forças de Segurança iniciam Operação Carnaval 2018 no Piauí

As Forças de Segurança do Estado do Piauí apresentaram na manhã desta sexta-feira (9), o planejamento para a Operação Carnaval 2018, que vai atuar nas cidades onde ocorrem a tradicionais festas carnavalescas, como Luís Correia, Floriano, Campo Maior e Água Branca. Os agentes iniciam o deslocamento para as cidades nesta sexta-feira (9) e retornam na quarta-feira de cinzas (14).

O secretário estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu, afirmou que o planejamento já começa a ser executado com o deslocamento de policiais nesta sexta-feira (9). “Nós já fizemos o planejamento do Carnaval há um bom tempo. Tanto que em algumas situações anteriores ao Carnaval nós conseguimos já fazer o policiamento da forma que prescreve. Como aconteceu nas prévias de José de Freitas, de São Pedro, o Corso de Teresina e agora o planejamento em si do carnaval com a execução do planejamento. No total, teremos a faixa de 1500 policiais em todo o Piauí, que retornam aos seus postos na quarta-feira de cinzas”, afirmou.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Riedel Batista, a maior parte dos policiais vai se deslocar para Luís Correia e Parnaíba, por serem os pontos turísticos mais frequentados nessa época do ano. “A expectativa em relação a segurança é boa. Já é o terceiro ano que nós atuamos lá no litoral com o Centro Integrado, que é um ponto de referência ao turista não só do Piauí, como de outros estados para justamente a gente ter esse atendimento rápido, focado e a pessoa se sentir segura durante esses dias de Carnaval. É o quarto ano da gestão que faz o Carnaval e o terceiro ano do Centro Integrado”, destacou.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Augusto, em 2017 não houve nenhum registro de homicídio e este ano, a polícia quer seguir na mesma linha, sem ocorrências graves. “Esperamos que o policiamento siga o exemplo do ano passado, quando não houve nenhuma ocorrência de homicídio. Vamos combater muito fortemente a alcoolemia em todo o acesso as praias do litoral. Nós esperamos que as pessoas possam ir com o espírito de brincar o carnaval”, disse.

Ainda segundo o comandante, somente em Luís Correia serão 400 policiais militares que farão a segurança. “Nós temos desde o início desse mês feito diversas operações. Fizemos um grande esquema no Corso, no Zé Pereira, nos eventos nos bairros e hoje estamos deslocando 180 policiais militares para a cidade de Parnaíba e Luís Correia. São em torno de 400 policiais militares, contando com os que já estão lá, para atuar nesses cinco dias de carnaval”, completou.

Centro Integrado em Luís Correia

Segundo capitão Audivan Nunes , da Polícia Militar, o Centro Integrado vai funcionar 24 horas na delegacia de Luís Correia. “Nós vamos trabalhar 24 horas com os policiais militares, os policiais civis, com dois delegados disponíveis para atender boletins de ocorrência, se for o caso fazer também flagrante. Teremos também esse ano o apoio da Secretaria de Saúde, com uma ambulância 24 horas, o Corpo de Bombeiros vai estar também atuando junto conosco e a Secretaria de Turismo. Ou seja, estaremos com 600 agentes de segurança a fim de dar maior segurança para quem vai brincar o Carnaval”, afirmou.

De acordo com o delegado Riedel Batista, o Centro Integrado vai atuar na prevenção e combate a crimes. “Esse Centro Integrado vai justamente visar a prevenção em relação a roubo, furto, homicídio, a perturbação do sossego, a lei do silêncio, crimes ambientais e toda parte da Polícia Civil e a parte ostensiva, juntamente com a Polícia Militar, a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros e outros parceiros que atuam lá também. Nós fazemos um trabalho anterior ao período de Carnaval, que é um trabalho de investigação, tirada de circulação de pessoas com mandado de roubo, de furto, de tráfico de drogas e isso facilita muito as ações de todos que trabalham na segurança pública”, ressaltou o delegado.