Paulistana - PI

TCE reprova prestação de contas de governo do prefeito Didiu

No julgamento os conselheiros levaram em consideração algumas irregularidades relacionadas a despesa com pessoal do Poder Executivo acima do limite legal, ficando em 58,57%.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) reprovou as contas de governo do prefeito de Paulistana, Gilberto José de Melo, mais conhecido como Didiu, e aprovou com ressalvas as contas de gestão referente ao exercício financeiro de 2016. A decisão foi publicada no Diário Oficial do TCE desta sexta-feira (25).

No julgamento os conselheiros levaram em consideração algumas irregularidades relacionadas a: despesa com pessoal do Poder Executivo acima do limite legal, ficando em 58,57%, déficit na receita total arrecadada, atraso no envio da prestação de contas anual, divergência verificada na análise da despesa com manutenção e desenvolvimento do ensino, entre ouras coisas.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Didiu, Prefeito de PaulistanaDidiu, Prefeito de Paulistana

Em relação as contas de governo, os conselheiros se manifestaram pela emissão de um parecer prévio recomendando a reprovação das contas no exercício de 2016. Já em relação as contas de gestão, os conselheiros decidiram pela aprovação com ressalvas e aplicação de multa de 800 UFR-PI.

Participaram do julgamento os conselheiros Waltânia Maria Nogueira de Sousa Leal Alvarenga, Lilian de Almeida Veloso Nunes Martins e Delano Carneiro da Cunha Câmara, além do representante do Ministério Público de Contas, o procurador Plínio Valente Ramos Neto.