Arraial - PI

TCE vai julgar denúncia contra Numas Porto por nepotismo

Na denúncia são citados os nomes de sete pessoas ligadas ao gestor que foram nomeadas para cargos de comissão.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) vai julgar nesta terça-feira (20) denúncia apresentada pelos vereadores Avlângia Alves de Alcântara Bueno, Rossélia dos Santos Castelo Branco, Jackson Fernandes Siqueira e Elielson dos Santos Pereira contra o prefeito de Arraial, Numas Porto por nepotismo. O conselheiro Delano Carneiro é o relator.

Segundo os vereadores, logo após ser nomeado prefeito de Arraial, em janeiro de 2017, Numas Porto nomeou parentes e pessoas próximas a ele e ao vice-prefeito Dr. Borges. Na denúncia são citados os nomes de sete pessoas ligadas ao gestor que foram nomeadas para cargos de comissão.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Numas Porto, Prefeito de Arraial Numas Porto, Prefeito de Arraial

Os nomes divulgados na denúncia foram:

Maria Dalva Oliveira Porto, esposa do prefeito que foi nomeada como secretária de Assistência Social e Cidadania.

Nayani Oliveira Porto, filha de Numas, que foi nomeada para o cargo de Secretária de Saúde.

Neyran Oliveira Porto é filho do prefeito e assumiu o cargo de Procurador Geral do Município.

Raimunda Pereira Porto, conhecida como Raimunara Porto, é irmã do prefeito e exerce o cargo de Coordenadora de Alimentação Escolar.

Marcos Macyel Nunes Oliveira, o Marquinho, é sobrinho do prefeito e exerce o cargo de assessor técnico.

Maria do Ó Pereira da Rocha Ramos, vulgo Do Ó, é irmã do vice-prefeito e foi colocada para exercer o cargo de supervisora de ensino do município.

Claudenice de Paula Rocha Marques, a Nicinha, é esposa de um vereador e é coordenadora do PNAIC.

Consta no processo, que o prefeito foi notificado para apresentar defesa, mas que ele não teria se manifestado sobre a suposta irregularidade.

O procurador do Ministério Público de Contas, por meio do procurador Plínio Valente, apresentou parecer se manifestando pela procedência parcial da denúncia por entender que as nomeações de Raimunda Porto, Marcos Nunes, Maria Ramos e Claudenice Rocha se enquadram na prática de nepotismo. Ele ainda pediu a exoneração desses nomeados, além da aplicação d e multa contra o prefeito.

Outro lado

O prefeito não foi localizado pelo GP1.