Paris - FRA

Torre Eiffel é esvaziada após ameaça de bomba

De acordo com o jornal francês 'Le Parisien', a polícia recebeu a denúncia sobre o explosivo por volta das 11h, horário local.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

Monumento mais famoso de Paris, a torre Eiffel foi esvaziada nesta quarta-feira, 23. Segundo a mídia francesa, a medida foi necessária após a polícia francesa receber uma ligação anônima sobre uma ameça de bomba no local.

De acordo com o jornal francês 'Le Parisien', a polícia recebeu a denúncia por volta das 11h, no horário local (6h, no horário de Brasília), informando que uma bomba havia sido plantada no monumento. Por precaução, as autoridades retiraram os visitantes da torre e isolaram um perímetro de segurança.

Os bloqueios foram feitos em ruas no entorno da torre e na ponte que cruza o rio Sena, e liga o monumento à Praça Trocadero. Alguns turistas ainda circulam na região próxima à área isolada.

Dois policiais ouvidos pela agência de notícias americana Associeted Press confirmaram que a ação foi realizada após uma ameaça de bomba por telefone, mas a empresa responsável pela gestão da torre Eiffel ainda não divulgou informações oficiais sobre o caso.

O monumento de 131 anos recebe cerca de 25 mil turistas por dia, em condições normais. Durante a pandemia do novo coronavírus, no entanto, o número de visitantes diminuiu. A torre já foi fechada em outras ocasiões por ameaças de suicídio, de bomba e até por greves trabalhistas.

As investigações sobre a existência do explosivo ainda estão em andamento.

Mais conteúdo sobre: