Santa Cruz do Piauí - PI

TRE julga recurso que pede cassação do prefeito Barroso Neto

Prefeito Barroso Neto (PTB) é acusado pelos adversários de abuso de poder político e compra de votos.

José Maria Barros
Picos
- atualizado

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) julga nesta terça-feira, 16 de outubro, recurso em Ação de Investigação Judicial Eleitoral que pede a cassação dos mandatos do prefeito de Santa Cruz do Piauí Francisco Barroso de Carvalho Neto (PTB) e do vice, Francisco Geneval Gonçalves, o Nego de Boza (PTB).

A ação foi ajuizada pelo médico Santino Xavier Filho (PRTB), candidato derrotado nas eleições de outubro de 2016 e, julgada improcedente pelo juiz da 62ª zona eleitoral, José Airton de Sousa Medeiros, em sentença prolatada no dia 21 de fevereiro deste ano.
Insatisfeito com a decisão em primeira instância, Santino Xavier recorreu ao TRE-PI, que marcou para esta terça-feira, 16, o julgamento do recurso.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Barroso Neto, prefeito de Santa Cruz do PiauíBarroso Neto, prefeito de Santa Cruz do Piauí

O relator é o juiz José Wilson Ferreira de Araújo Júnior. Na ação, Santino Xavier Filho acusa o prefeito Barroso Neto (PTB) de
captação ilícita de sufrágio, a popular compra de votos; abuso de poder econômico, abuso de poder político/autoridade. E pede a cassação do diploma, do registro e declaração de inelegibilidade do gestor e do seu vice, além da aplicação de multa.

Eleição

Candidato pela coligação “A mudança que o povo quer”, formada pelos partidos do PTB e PP, Francisco Barroso de Carvalho Neto (PTB) foi eleito prefeito de Santa Cruz do Piauí em 2 de outubro de 2016. Ele obteve 2.414 votos, equivalente a 53,78% dos votos válidos.

O então prefeito, médico Santino Xavier Filho (PRTB), concorreu à reeleição pela coligação “Para Santa Cruz continuar crescendo”, composta pelos partidos PRTB, PSB e PT e não obteve êxito nas urnas. Ele conseguiu 2.075 votos, ou seja, 46,22% dos votos válidos.