Guaribas - PI

Três pessoas da mesma família morrem ao escavar poço em Guaribas

Os corpos dos irmãos Odeilson e Ozéias e o primo Marlon foram encaminhados para o hospital do município de Caracol, distante 53 km de Guaribas.

Brunno Suênio
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
- atualizado

Dois irmãos identificados como Ozéias da Silva Reis e Odeilson da Silva Reis, além do primo, Marlon Ribeiro da Silva, morreram na manhã desta quarta-feira (16) durante a escavação de um poço na comunidade Capim, distante 25 km da sede do município de Guaribas, região sudoeste do Piauí.

De acordo com o soldado Castro, do Grupamento da Polícia Militar de Guaribas, Odailson iniciou a escavação do poço e em determinado momento se sentiu mal, devido a pouca oxigenação no local. Ele pediu ajuda e antes mesmo de ser socorrido, acabou desmaiando. O irmão Oseias desceu para ajudá-lo, mas acabou desmaiando também.

  • Foto: DivulgaçãoDa esquerda para direita, Marlon, Oziel e AdailsonDa esquerda para direita, Marlon, Oseias e Odailson

“Dois eram irmãos. Eles estavam escavando um pouco mais o poço à procura de água. Um sentiu falta de ar, o outro desceu para ajudar e também sentiu falta de ar. Quando o terceiro, que era primo dos dois foi descer para ajudar, o barranco de lama cobriu todos”, contou o soldado Castro.

Na tentativa de socorrer os primos, Marlon desceu rapidamente e neste momento parte do terreno acabou desmoronando sobre os três. Familiares tentaram resgatá-los, no entanto, eles acabaram não resistindo e morreram ainda no local.

Ainda segundo o soldado Castro, é comum a escavação de poços artesianos nessa época do ano em que a água na região é escassa. “O Oseias era conselheiro tutelar, os outros dois eram funcionários terceirizados do IBAMA. No interior se tem o costume de ter aquele poço artesiano e nessa época de seca, naturalmente, o lençol freático fica baixo. Nesse momento, eles cavam mais para ver se a água volta. É natural acontecer esse tipo de procedimento no sertão nordestino”.

Ele explicou também como é feito o trabalho, considerado de risco. “Um desce e vai enchendo o balde de lama, e os outros ficam em cima segurando com a corda, e quando essa lama é retirada fica um pouco de água que as pessoas conseguem usar por um tempo. Foi essa lama que cobriu eles”, finalizou.

Os corpos dos três foram encaminhados para o hospital do município de Caracol, distante 53 km de Guaribas.

Mais conteúdo sobre: