Itaueira - PI

TRF-1 suspende mandado de prisão contra ex-prefeito Wagner Ribeiro

A decisão do juiz federal Leão Aparecido Alves é dessa quarta-feira (14).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O juiz federal Leão Aparecido Alves, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, deferiu pedido do ex-prefeito de Itaueira, Wagner Ribeiro Feitosa, e suspendeu a execução do mandado de prisão expedido contra ele. A decisão é dessa quarta-feira (14).

O ex-gestor ingressou com habeas corpus pedindo a impugnação da decisão que determinou a expedição de mandado de prisão para a execução provisória de sentença penal condenatória e indeferiu a prisão domiciliar requerida por ele com fundamento em motivo de saúde.

Segundo Wagner, foi “desconsiderado por completo a primariedade dos pacientes, o fato de terem bons antecedentes e demais circunstâncias atenuantes, foi fixada pena muito acima do piso legal, em 04 (quatro) anos e seis (seis) meses a ser cumprido em regime semiaberto, isso sob o argumento de que o paciente teria em seu desfavor duas agravantes, quais sejam, a culpabilidade e as circunstâncias do delito”.

O magistrado então decidiu deferir em parte o pedido apenas para a suspensão da execução do mandado de prisão até o exame do mérito do habeas corpus pela Turma.

Entenda o caso

Em agosto de 2014, o ex-prefeito foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão, em regime semiaberto, em ação penal por crimes de responsabilidade juntamente com o ex-tesoureiro Almir da Costa Ferreira e Rubens Sousa Almeida.

Posteriormente, o Ministério Público Federal pediu a execução provisória da pena restritiva de liberdade, tendo sido determinada a expedição de mandado de prisão.

Ao tomar conhecimento da medida, o ex-prefeito requereu a conversão da prisão para o regime de prisão domiciliar, “notadamente ante ao seu quadro de saúde, devidamente comprovado, tendo sido negado o aludido requerimento pela M.M Juíza da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí”.

Inconformado, ele ingressou com habeas corpus no Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

NOTÍCIA RELACIONADA

Negado pedido de prisão domiciliar ao ex-prefeito Wagner Ribeiro